BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Prefeitura entrega cestas básicas à comunidade indígena Terra Preta, na área ribeirinha


Uma das mais afetadas pelos efeitos da pandemia do novo coronavírus, a comunidade indígena Terra Preta, distante 55 quilômetros da área urbana da capital amazonense e localizada à margem esquerda do rio Negro, recebeu da Prefeitura de Manaus, por meio do Fundo Manaus Solidária, a doação de 40 cestas básicas. A entrega dos donativos faz parte do acordo de cooperação assinado pelo município com o governo da França para o enfrentamento da Covid-19.

“Ainda estamos sob a ameaça dessa doença terrível, que causa mortes sem distinção de classe, raça ou etnia. No caso dos indígenas, é ainda mais grave porque eles representam as raízes da nossa história, além da cultura e tradição milenares que carregam consigo. Então, todo o auxílio que pudermos levar a eles, como temos feito com os trabalhos coordenados pela minha esposa, Elisabeth Valeiko Ribeiro, ameniza os efeitos dessa pandemia sobre eles. Agradeço, de coração, toda ajuda internacional que recebemos, diante do apelo que fiz, e parabenizo o empenho dos nossos servidores em levar assistência aos que mais precisam”, disse o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

Primeira-dama Elizabeth Valeiko

A entrega, ocorrida na última quinta-feira, 29/10, aconteceu por meio do programa “Abraço Solidário na Pandemia”, realizado com os recursos oriundos do governo francês, e que busca atender pessoas em situação de risco social, sejam elas residentes na área urbana ou rural de Manaus. A comunidade beneficiada é formada por indígenas das etnias baré, baniwa, tucano e kurriepacu.

"Essa comunidade foi a primeira a ser atingida pelo novo coronavírus, ficou isolada, com 90% dos moradores contaminados. Eles vivem da pesca, da agricultura e do artesanato, e sofreram muito para manter o sustento. Com todas as dificuldades de logística e de acesso, já que o rio está baixo, conseguimos fazer a entrega e beneficiar as famílias que ali residem. É gratificante ver que nossos esforços estão auxiliando tantas pessoas, graças ao apelo do prefeito Arthur Neto e a nações sensíveis à causa, como a França”, disse a presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiro Ribeiro.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.