BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

IBGE inicia treinamento de 2.702 recenseadores, no Amazonas


Começa nesta segunda-feira (18) a fase presencial da capacitação de 2.702 futuros recenseadores, convocados pelo IBGE, no Estado. O treinamento acontece em todo o Brasil. No total, serão treinadas mais de 180 mil pessoas. O período de aprendizagem terá carga horária de oito horas, e durará cinco dias, com encerramento na sexta-feira (22). A exceção fica para os recenseadores que coletarão dados dos Povos e Comunidades Tradicionais (PCT), como indígenas e quilombolas, que terão mais um dia de capacitação, segunda-feira (25).

No total, serão 145 turmas de recenseadores no Amazonas. Em Manaus, serão 60 turmas, com 20 participantes, em média, em cada sala de aula. Na capital, a capacitação vai ser realizada na Unidade I da Fametro, zona centro-sul. Os instrutores serão os agentes censitários municipais e supervisores (ACM e ACS), totalizando 340, no Amazonas, sendo 170 em Manaus.

O IBGE utiliza treinamento em cascata, também aplicado em operações anteriores, que consiste em treinar pessoas para capacitarem outras pessoas. “É um processo, uma sequência, uma onda. É o método que usamos para, a partir de um grupo de especialistas do IBGE nos temas censitários, capacitar um número cada vez maior, de servidores que atuam como técnicos e multiplicadores, passando pelos coordenadores e técnicos das Unidades Estaduais, pelos coordenadores censitários de subárea (CCS), agentes censitários municipais (ACM) e agentes censitários supervisores (ACS), que são os últimos multiplicadores, responsáveis pela função de instruir os mais de 180 mil recenseadores”, destaca Cynthia Damasceno, gerente de treinamentos de Censos.

Conteúdo programático

Durante o período de capacitação, os futuros recenseadores reforçam o aprendizado sobre os diversos temas relacionados ao Censo e ao IBGE, por exemplo:

- O que é um setor censitário e como fazer o percurso e a cobertura;

- Cadastro de endereços e captura de coordenadas;

- Questionários básico e da amostra, e seus respectivos quesitos;

- Ética e integridade no recenseamento;

- Condutas de abordagem do recenseador;

- Atividades práticas e simulações no DMC (dispositivo móvel de coleta).

Para melhor aprendizado, os recenseadores contarão com uma variedade de materiais elaborados pela Coordenação Operacional de Censos (COC). Além dos manuais e mapas impressos, também há produtos nos formatos digitais: manuais, slides, protocolos, dentre outros recursos instrucionais. Contarão ainda com aplicativos diversos, como o aplicativo de treinamento no qual realizam atividades práticas no DMC e a avaliação de aprendizagem e de reação ao final do treinamento. Há também o próprio aplicativo de coleta (com insumos de treinamento), que simula exatamente como é o trabalho do recenseador em campo, e o aplicativo de aulas, utilizado pelos instrutores para passar os conteúdos, contendo todos os slides e vídeos do treinamento que são repassados de forma padronizada em todas as salas de aula. prevista para dezembro deste ano.

Prontos para a coleta

A expectativa para a semana de treinamento é positiva e após a avaliação de aprendizagem os candidatos estarão aptos a cumprir a função de recenseador. “Confio no trabalho realizado por toda a equipe técnica envolvida. Orientamos o acompanhamento dos supervisores no início da coleta em campo, junto com os recenseadores, onde o treinamento se concretiza”, acrescenta Cynthia.

O recenseador tem como principal função entrevistar os moradores durante a coleta. Sua jornada de trabalho mínima deve ser de 25 horas semanais. Como a remuneração é por produção, ela pode variar de acordo com o tempo dedicado ao serviço e o grau de dificuldade na abordagem aos domicílios. É possível calcular uma estimativa neste simulador.

Fim da pesquisa urbanística do entorno e pré-treinamento de recenseadores

Na última sexta-feira (15), no CETAM Galileia, o IBGE no Amazonas realizou um encontro com todos os agentes censitários de Manaus, para marcar o fim da coleta urbanística do entorno e, também, para tratar dos últimos detalhes para o treinamento dos recenseadores.

Os agentes censitários do IBGE realizaram a pesquisa do entorno dos Domicílios, etapa que marca o início das operações urbanas do Censo Demográfico 2022, entre os dias 20 de junho e 12 de julho, em todo o país. O objetivo é realizar um levantamento sobre a infraestrutura das ruas (arruamento, calçamento, drenagem pluvial, arborização etc.) em áreas urbanas.

No interior do Amazonas, os agentes censitários precisaram lidar com desafios presentes na região, como a cheia dos rios, que alaga pontos de diversos municípios do Estado.

Censo Demográfico

Em 1º de agosto, a coleta oficial do Censo Demográfico começa em todo o país, mobilizando mais de 200 mil pessoas. No Amazonas, são 2.702 recenseadores e 390 agentes censitários envolvidos na operação censitária. O Censo será realizado nos meses de agosto a outubro com divulgação dos primeiros resultados

O Censo Demográfico brasileiro é uma das mais complexas e grandiosas operações estatísticas realizadas no mundo. Precisará cobrir um território de mais de 8,5 milhões de quilômetros quadrados para retratar as condições de vida dos brasileiros e imigrantes que vivem no país. Somente no Amazonas, o Censo cobrirá 1,5 milhões de quilômetros de área territorial.

A estimativa é de que sejam visitados 89 milhões de endereços, sendo 75 milhões de domicílios, no Brasil. No Amazonas, a estimativa é de 1,1 milhão de domicílios a serem visitados (IBGE, 2021).

No Censo 2010, o IBGE verificou que o país tinha 190,8 milhões de habitantes. No Censo 2022, o IBGE estima que a população brasileira esteja em cerca de 215 milhões. No Amazonas, foram contabilizados 3,5 milhões de habitantes, no Censo 2010. No Censo 2022, estima-se que serão verificados 4,1 milhões de habitantes no Estado (IBGE, 2021).

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.