Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Dito & Feito- Um velho conhecido da Zona Franca

Ives Gandra Martins, o jurista que Amazonino Mendes (PDT) foi  buscar, em são Paulo,  para defender a Zona Franca de Manaus fez o mesmo trabalho há 15 anos, quando Amazonino cumpria o seu terceiro governo. Aos 82 anos, Gandra Martins é um dos mais experientes e premiados especialistas em Direito no Brasil e foi o autor do primeiro parecer jurídico favorável ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.
—   O doutor Ives Gandra é  figura respeitada. Acertamos mais uma vez, de maneira firme, o ingresso da ação no Supremo, sobretudo, para garantir a volta dos nossos empregos, a pujança do Distrito industrial -, disse o governador eleito.  

Delação

Professor honorário de diversas universidades nacionais e internacionais, Gandra avalia que a delação premiada é um instituto positivo.

— Se tem uma pena de 30 anos, reduz para 4. 

Colarinho branco

O jurista lembra que foi o que fizeram com o empresário Marcelo Odebrecht, por exemplo.

— O que eu não posso admitir é que eles tenham montado a maior quadrilha de colarinho branco do Brasil e recebam perdão total –, adverte.

Vanessa não gostou

A senadora  Vanessa Grazziotin (PCdoB) soltou os cachorros sobre o jornalista Guilherme Goulart e o jornal Correio Braziliense. O motivo foi a publicação, na segunda-feira (11), da crônica “A estagiária”, em sua versão impressa, e “O primeiro dia de trabalho de Melissinha”, na versão online.

Desrespeito

O texto descreve a reação dos homens ante a chegada de uma estagiária, a denominada Melissinha, a uma redação de jornal. De acordo com a senadora, a crônica manifesta explícito desrespeito às mulheres, de um modo geral, e às estagiárias e estagiários, em particular.

Debate quente

A segurança no transporte coletivo está na pauta de discussões, na próxima semana, de 18 a 22, na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Audiência Pública sobre o polêmico tema está marcada para acontecer dia 20, na  na Comissão de Transporte, Mobilidade Urbana e Acessibilidade.

Águas vão rolar

Na mesma semana, a Câmara coloca em pauta outro tela que vai dar panos para as mangas. A qualidade da agua que chega (ou não)  na torneira dos manauaras. 

Debate quente

A segurança no transporte coletivo está na pauta de discussões, na próxima semana, de 18 a 22, na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Audiência Pública sobre o polêmico tema está marcada para acontecer dia 20, na  na Comissão de Transporte, Mobilidade Urbana e Acessibilidade.

Vereadores unidos

Falando em Câmara, foi lançada oficialmente na manhã desta sexta-feira (15), a União dos Vereadores do Amazonas (Uveam), em solenidade realizada no auditório da Casa.

Vereadores unidos 2

Na abertura dos trabalhos o presidente da entidade, Álvaro Campelo disse que esse é o momento oportuno de unir os vereadores do Estado inteiro e dar qualificação e condições para que eles possam exercer os seus mandatos nos seus respectivos municípios.

Nome limpo

A  prefeitura do município de Coari está fazendo uma coisa boa. Vai retirar o nome de 700 produtores rurais do Serasa. Os agricultores tiveram seus nomes negativados durante o período de crise que a cidade atravessou nos últimos anos.

— Quando soube que eles estavam com o nome sujo no Serasa, tive uma grande revolta. Mas acontece que Coari agora tem prefeito – disse o prefeito Adail Filho (PP).

 Xô Serasa

O prefeito reuniu todos os produtores e anunciou que vai acabar com essa “covardia”. 

— Passei meses economizando para hoje anunciar que  a divida vai deixar de existir. Nos estamos tirando o nome de todos do Serasa. 

Deixe uma resposta