Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito- Um velho conhecido da Zona Franca


Ives Gandra Martins, o jurista que Amazonino Mendes (PDT) foi  buscar, em são Paulo,  para defender a Zona Franca de Manaus fez o mesmo trabalho há 15 anos, quando Amazonino cumpria o seu terceiro governo. Aos 82 anos, Gandra Martins é um dos mais experientes e premiados especialistas em Direito no Brasil e foi o autor do primeiro parecer jurídico favorável ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.
—   O doutor Ives Gandra é  figura respeitada. Acertamos mais uma vez, de maneira firme, o ingresso da ação no Supremo, sobretudo, para garantir a volta dos nossos empregos, a pujança do Distrito industrial -, disse o governador eleito.  

Delação

Professor honorário de diversas universidades nacionais e internacionais, Gandra avalia que a delação premiada é um instituto positivo.

— Se tem uma pena de 30 anos, reduz para 4. 

Colarinho branco

O jurista lembra que foi o que fizeram com o empresário Marcelo Odebrecht, por exemplo.

— O que eu não posso admitir é que eles tenham montado a maior quadrilha de colarinho branco do Brasil e recebam perdão total –, adverte.

Vanessa não gostou

A senadora  Vanessa Grazziotin (PCdoB) soltou os cachorros sobre o jornalista Guilherme Goulart e o jornal Correio Braziliense. O motivo foi a publicação, na segunda-feira (11), da crônica “A estagiária”, em sua versão impressa, e “O primeiro dia de trabalho de Melissinha”, na versão online.

Desrespeito

O texto descreve a reação dos homens ante a chegada de uma estagiária, a denominada Melissinha, a uma redação de jornal. De acordo com a senadora, a crônica manifesta explícito desrespeito às mulheres, de um modo geral, e às estagiárias e estagiários, em particular.

Debate quente

A segurança no transporte coletivo está na pauta de discussões, na próxima semana, de 18 a 22, na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Audiência Pública sobre o polêmico tema está marcada para acontecer dia 20, na  na Comissão de Transporte, Mobilidade Urbana e Acessibilidade.

Águas vão rolar

Na mesma semana, a Câmara coloca em pauta outro tela que vai dar panos para as mangas. A qualidade da agua que chega (ou não)  na torneira dos manauaras. 

Debate quente

A segurança no transporte coletivo está na pauta de discussões, na próxima semana, de 18 a 22, na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Audiência Pública sobre o polêmico tema está marcada para acontecer dia 20, na  na Comissão de Transporte, Mobilidade Urbana e Acessibilidade.

Vereadores unidos

Falando em Câmara, foi lançada oficialmente na manhã desta sexta-feira (15), a União dos Vereadores do Amazonas (Uveam), em solenidade realizada no auditório da Casa.

Vereadores unidos 2

Na abertura dos trabalhos o presidente da entidade, Álvaro Campelo disse que esse é o momento oportuno de unir os vereadores do Estado inteiro e dar qualificação e condições para que eles possam exercer os seus mandatos nos seus respectivos municípios.

Nome limpo

A  prefeitura do município de Coari está fazendo uma coisa boa. Vai retirar o nome de 700 produtores rurais do Serasa. Os agricultores tiveram seus nomes negativados durante o período de crise que a cidade atravessou nos últimos anos.

— Quando soube que eles estavam com o nome sujo no Serasa, tive uma grande revolta. Mas acontece que Coari agora tem prefeito – disse o prefeito Adail Filho (PP).

 Xô Serasa

O prefeito reuniu todos os produtores e anunciou que vai acabar com essa “covardia”. 

— Passei meses economizando para hoje anunciar que  a divida vai deixar de existir. Nos estamos tirando o nome de todos do Serasa. 

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.