Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Ufa! O 13º salário está garantido

Depois de alguns embates mais acalorados foi, finalmente, aprovada a PEC que autoriza o remanejamento de até R$ 300 milhões, do Fundo de Apoio à Micro e Pequenas Empresas e ao Desenvolvimento Social do Amazonas (FMPES), até dezembro deste ano pagar o 13º salário dos servidores do estado. Com um único voto solitário do deputado Wilker Barreto (PHS), que manteve o fogo cerrado sobre a proposta do governo, a PEC obteve 19 votos. Ate mesmo políticos que fazem oposição, como Dermilson Chagas (PP) e Serafim Corrêa (PSB) votaram a favor.

Trégua

Ao encaminhar a matéria, a líder do governo deputada Joana Darc (PR) agradeceu ao voto de Dermilson e, numa indireta a Wilker Barreto, disse que aquele que está contra o 13º dos trabalhadores é partidário do “quanto pior, melhor”.

Quem guarda com fome

Já o deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD) criticou nesta quinta-feira, 10 de outubro, a política de gastos da Agência de Fomento do Estado (Afeam).

Para ele a agência vem deixando de usar metade dos R$ 100 milhões anuais do Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (FMPES). Nicolau votou a favor que o  dinheiro, destinado a fomentar o empreendedorismo local, será remanejada para o pagamento do 13º salário do funcionalismo púbico estadual.

Fapeam não é banco

O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Assembleia Legislativa, Ricardo Nicolau, alertou que a  Afeam não é banco para guardar dinheiro, é um banco de financiamento.

— A Afeam não consegue gastar esses R$ 100 milhões para fazer os empréstimos, via de regra, gasta em torno de 50%. Os outros 50% vão para investimentos no mercado financeiro e isso vem se acumulando ao longo do tempo. Isso é muito ruim para a economia do Estado –, afirmou o parlamentar.

Apoia com ressalvas

O deputado Serafim Corrêa disse que era compreensível votar na PEC porque o dinheiro do 13º  seria uma forma de fazer a economia se movimentar.

— Eu apoio até porque a ideia de usar o dinheiro foi minha – disse Sarafa.

Mas avisou que não retirava em nada as críticas que vem fazendo em relação ao aumento da folha.

Calcanhar de Aquiles

Serafim disse que quando fui prefeito levou muito tempo para entender que a compreensão da Folha de servidores é importante para reduzir despesas.

— E o atual governo também tem que entender isso –, disse o líder do PSB.

Ponto pra Sefaz

Para Sarafa, a Sefaz trabalhou muito bem o aumento da arrecadação tributária, onde de janeiro a agosto de 2018 passou de R$ 6,66 bilhões (em 2018) para R$ 7,09 bilhões (2019).

— Portanto, o crescimento foi de R$ 430 milhões.

 Despesa aumentou

Agora, só para que se tenha uma ideia da situação, explicou, isso não supera o aumento da despesa com pessoal, que saiu de R$ 4,12 bilhões (no 2º quadrimestre de 2018) para R$ 4,74 bilhões (no 2° quadrimestre de 2019), portanto, um aumento de R$ 624 milhões –, destacou Serafim.

Especulação financeira     

Líder do MDB, a deputada Alessandra Campelo disse que sentia muito confortável em votar a favor dos servidores públicos do Estado.

 — E voto com muita convicção porque acompanho há cinco anos o trabalho da Afeam. Eu sei que esse dinheiro que está em caixa serve para especulação financeira, serve apoiar grandes projetos falidos –, disse.

Calendário

Nesta sexta-feira, Wilson Lima anuncia calendário de pagamento do décimo terceiro salário dos servidores. O anúncio acontecerá às 9h, na sede do Governo, na Compensa.

Grandeza política

Falando em Lima, ao votar na proposta da deputada Alessandra Campelo (MDB), para outorgar o título de Cidadão do Amazonas ao governador Wilson Lima, o deputado Dermilson Chagas (PP) teve um gesto de grandeza.

Apesar de ser um ferrenho opositor do governador, votou sim à proposta.

— Faço oposição às odeias, e não às pessoas – disse o parlamentar.

Plenário aprovou

O propositura do título de Cidadão do Amazonas a Wilson, que nasceu em Santarém (PA),   foi  aprovada pelos parlamentares durante a sessão desta quinta-feira, 10, no plenário Ruy Araújo.

Comeu jaraqui

La Campelo disse que a Assembleia  está apenas formalizando um título que a população do Amazonas já deu.

—  Quando o Wilson Lima foi eleito com uma expressiva votação,  a população depositou a sua confiança, mostrou a sua empatia com Wilson, que é um cidadão vindo de outro estado, mas que foi adotado e abraçado pelo povo do Amazonas.

Ele voltou

Amazonino Mendes deu provas mais uma vez de que não consegue se desvencilhar da política e mais uma vez estará de olho no poder.

Pano de fundo

Depois de um longo período afastado das redes sociais – assim que perdeu a eleição ao governo ele se recolheu -, voltou a colocar a cabeça de fora, postando um vídeo onde manifesta a sua “preocupação com o meio ambiente e com a ação do homem”. (VEJA O VÍDEO CLICANDO AQUI)

Motosserra

Amazonino só esquece que ele já chegou a ser chamado de ‘governador motoserra’ por distribuir o equipamento em abundância quando governou o Estado.

Objetivo

Mas no fundo, a reaparição do Negão tem como objetivo a corrida à prefeitura de Manaus. Resta saber se ele será candidato ou apoiará alguém.

Por que não fez?

No vídeo, Amazonino elogiou Bolsonaro, parabenizou a postura do Exército e cobrou uma atitude do governo do estado, dizendo que ninguém “nunca enfrentou o problema”. Só não disse que foi governador quatro vezes e teve tempo de sobra para fazer um pouco mais pela defesa ambiental e pelos povos da floresta.

APLAUSOS

Depois de amamentar e perder a filha McKinleigh, que nasceu com anencefalia – anomalia que faz bebês nascerem sem partes do crânio e do cérebro – Alexis Marrino doou todo leite materno que havia estocado, para ajudar outras crianças. Ela sabia que seu corpo ainda produziria leite por algum tempo, então decidiu bombear e estocar. “Eu sabia que não poderia salvar a vida dela, mas pelo menos poderia ajudar a salvar a vida de outros bebês”, disse Alexis.

VAIAS

A atuação decepcionante da seleção brasileira, que empatou em 1X1 com o Senegal,  foi alvo de muitas críticas na web, com alguns internautas tendo reclamado que não valeu a pena acordar cedo para acompanhar o duelo. Veja abaixo algumas ”cornetadas”. Em alguns momentos a seleção do Senegal chegou a colocar os brasileiros na roda. Foi decxepcionante.

Deixe uma resposta