BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Presidiário é acusado de mandar executar maquiador


A ordem para executar o cabeleireiro e maquiador João Felipe de Oliveira Martins, 23, partiu de dentro da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP). A informação foi repassada pelo delegado Juan Valério, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na manhã desta quarta-feira, 13, durante a apresentação de “Diego Olhão” e Gessica Alho, que são os dois suspeitos já presos por participarem do homicídio.

De acordo com o delegado, o presidiário José Mateus da Costa Vieira, 28, conhecido como Sapo, é o mandante do crime e o pano de fundo da motivação está ligada ao tráfico de drogas no Mauazinho. O suspeito também é apontado como mandante do homicídio de Cristina Martins da Silva, em 2011, irmã do cabeleireiro morto.

Segundo Valério, a polícia ainda procura por outras pessoas envolvidas no crime. O delegado destacou que a irmã do maquiador, que era usuária de drogas, foi morta, com dois tiros, quando ele tinha 14 anos e João Felipe estava no local do assassinato, no entanto, o processo corre em segredo de justiça.

O maquiador foi morto no último dia 30 de agosto em um salão de beleza localizado na Rua Rio Tarauacá, no Conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul, onde a vítima trabalhava.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.