Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

A última cartada para adiar as eleições suplementares no Amazonas não obteve sucesso. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski negou o pedido de Henrique Oliveira, ex-vice-governador do Estado, e, com isso, as eleições estão mantidas no domingo.

O ministro fez apenas uma ponderação: a posse do governador só será feita após o julgamento dos embargos de declaração, que estão conclusos para o relator do processo, o ministro do STF Luís Roberto Barroso.

“Reconsidero, em parte, a decisão agravada para condicionar a diplomação dos eleitos nas eleições suplementares aos cargos de Governador e Vice-Governador do Estado do Amazonas, convocadas pelo TSE, ao julgamento dos embargos de declaração lá opostos no RO 246-61.2014.6.04.0000 e à publicação do respectivo acórdão, sem prejuízo da realização do pleito em questão, inclusive de eventual segundo turno. Comunique-se, com urgência, ao TRE-AM e ao TSE. Intimem-se”, disse Lewandovski.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.