Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) participaram, nesta terça-feira (20), de uma reunião na Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbanos (NTU), em Brasília, onde discutiram propostas para a melhoria do serviço. Além do Sinetram, diversos outros sindicatos, de várias capitais brasileiras, participaram do encontro.

De acordo com o assessor jurídico do Sinetram, Fernando Borges, com a grave crise as concessionárias perderam cerca de 20% da demanda, entre 2014 e 2107, e dentre outros motivos, deixaram de fazer alguns investimentos.

“O país enfrenta uma grave crise econômica, que atingiu diretamente o sistema de transporte coletivo. Isso gerou uma enorme queda de passageiros e aumentou os insumos. Além disso, as concessionárias perderam quase 20% dos passageiros, tanto por conta da crise, quanto pela concorrência desleal do transporte irregular e dos aplicativos. O transporte coletivo no Brasil precisa ser tratado com seriedade”, destacou Borges.

Após a reunião, a NTU elaborou uma carta de recomendação para recuperação o setor onde, entre as propostas, pede o cumprimento rigoroso dos contratos de concessão, a retomada de investimentos na infraestrutura urbana e priorização dos espaços destinados ao transporte coletivo, a cobertura dos custos de gratuidades e benefícios tarifários do transporte coletivo por meios de orçamentos públicos, e a proteção do transporte coletivo contra a concorrência desleal e contra a insegurança que assusta os usuários.

*

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.