BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Procura por armas de fogo aumenta em Manaus


Aumentou a procura de informações por armas de fogo nas lojas de Manaus após o decreto do presidente Jair Bolsonaro que flexibilizou a posse armas. O mais barata, um rifle 22, pode ser comprado por R$ 1,9 mil, segundo consulta foi feita pelo portal  TODA HORA em uma loja na Rua Barão de São Domingo, Centro de Manaus. Em outra loja, também no Centro da capital, o atendente explicou que, leva até três messes para se adquirir o armamento, se o comprador atender todas as exigências legais.

Em 2018, a Polícia Federal do Amazonas autorizou 174 novas posses de arma no Amazonas e seis portes. Já em 2017 esses números foram maiores: 205 posses e 13 portes.

O decreto, que flexibiliza o direito à posse, foi assinado pelo presidente no último dia 15. Posse de arma de fogo é a autorização para manter uma arma de fogo em casa ou no local de trabalho, desde que o dono da arma seja o responsável legal pelo estabelecimento.

Ou seja, quem tem a posse não está autorizado a andar armado na rua. Para isso, é preciso ter direito ao porte, cujas regras são mais rigorosas. Cumpridos os requisitos de efetiva necessidade, o cidadão poderá ter até quatro armas, limite que pode ser ultrapassado em casos específicos.

Outra mudança

O decreto também mudou o prazo de validade do registro da arma, hoje de cinco anos, passará para dez anos. O decreto prevê que quem tiver ligação comprovada com organizações criminosas terá a posse negada. Há, também, outras razões para PF negar o pedido de posse.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.