Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Prefeitura conclui obra e cobrará R$ 500 mil da Manaus Ambiental

Com o esforço concentrado de mais de 70 servidores da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e 32 máquinas, a Prefeitura de Manaus concluiu em pouco mais de 48 horas a obra de recuperação da rua Pará, na zona Centro-Sul, que sofreu erosão provocada por um vazamento na rede de abastecimento da Manaus Ambiental. A via foi liberada para o fluxo de veículos ainda na noite desta terça-feira, 19.

“A marca da nossa administração tem sido sempre a rapidez e eficácia. E esse é mais um problema que surge sem se esperar, mas isso é reflexo de uma Manaus que foi muito maltratada durante muito tempo. Temos que lutar para que Manaus seja cada vez mais uma cidade preparada para enfrentar situações naturais e que ofereça felicidade às pessoas”, declarou o prefeito Arthur Virgílio Neto, que esteve no local desde o começo da execução dos trabalhos e acompanhou a liberação da via, após a conclusão dos trabalhos.

Entretanto, o trabalho não se encerrou com a liberação da pista. A prefeitura pretende cobrar o prejuízo da Manaus Ambiental, responsável pela rede de distribuição de água que rompeu no domingo e acabou comprometendo o asfalto da via. De acordo com o subsecretário de Obras, Antônio Peixoto, esta conta já está em R$ 500 mil.

“Tubulação, cimento, aterro, areia, uso de material, combustível, o aluguel das máquinas… Tudo isso acabou fazendo com que a obra fosse muito grande. Tudo isso será colocado em uma planilha para que possamos cobrar esta fatura”, afirmou Peixoto.

Foram recuperados 20 metros de drenagem profunda, danificados pelo vazamento de água, e uma nova rede de abastecimento da Manaus Ambiental foi reinstalada. Em seguida, foi feito o novo aterro da área, a recomposição da base e a terraplanagem, além da aplicação de uma camada de asfalto. Após a compactação do solo, será aplicada mais uma camada de asfalto.

Serviço paralelo

Ainda na mesma via, a concessionária de água precisou fazer um novo rompimento no asfalto para restabelecer o abastecimento de água no bairro.  E, mais uma vez, a prefeitura precisou intervir para que a via fosse completamente reconstruída e liberada para o tráfego. A prefeitura destacou que a empresa concessionária do serviço de abastecimento de água e esgotamento sanitário da capital irá ressarcir os cofres municipais.

Deixe uma resposta