BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Notícias (boas) que empolgam o manauara


Enquanto notícias como a inclusão de políticos do Amazonas dão um banho de água fria no manauara, existem outras que fazem com que a autoestima do cidadão elevem. A chegada do Uber, serviu como estopim para uma série de declarações na internet.

Os comentários passam pelo novo app de transporte, o sistema de bicicletas compartilhadas, a exposição de Manaus na Rede Globo – BBB e novelas – e até mesmo a chegada de grandes marcas, como o Burger King.

Entretanto, mesmo com a onda pró-positivismo que toma conta do manauara, muitos aproveitam para criticar. “Manaus tem Uber, tem bike. Agora só falta segurança”, diz uma das usuárias no Twitter.

O sistema de bicicletas compartilhadas foi bola dentro da Prefeitura de Manaus. Junto com o sistema, a capital ganhou, ainda, uma ciclorrota de 14,5 quilômetros de extensão. O usuário terá a opção de adquirir o passe mensal (R$ 10) ou diário (R$ 5) e não paga valor adicional desde que use de acordo com as regras do projeto. A alternativa é elogiada em todas as cidades do mundo. Aqui não poderia ser diferente.

Quanto ao Uber, resta esperar para ver os desdobramentos de sua implantação na capital. As autoridades precisam levar em consideração que o instituto ‘Pesquisa 36’5 divulgou, mês passado, balanço mostrando que 73% dos entrevistados concordavam com a liberação do Uber em Manaus. Este número deve aumentar, pois, àquela altura, 21% não sabiam o que significava o aplicativo.

Vamos esperar que mais notícias boas continuem elevando a autoestima do manauara.

Declarações no Twitter

 

Pesquisa mostra a aprovação do Uber

 

 

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.