Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Dito & Feito – Reforma é o “Plano Real” da década

O presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência, Marcelo Ramos (PR-AM), deixou clara a importância que dá a aprovação da proposta – mesmo que o texto enviado pelo governo seja alterado no Congresso. Como integrante do Centrão, Ramos não fez coro à afirmação feita pelo presidente do Solidariedade, deputado Paulo Pereira, dizendo que a reforma será desidratada para impedir que Jair Bolsonaro se reeleja.

“A reforma da Previdência é o Plano Real dessa década. Ela é maior que partidos, que pessoas e que eleições. Ela é do Brasil e dos brasileiros. Nenhum interesse menor vai nos impedir de servir ao País”, afirmou Ramos.

Deu no olho do Guedes

O prefeito Arthur Virgílio mandou um recado para o ministro Paulo Guedes, da Economia.

“A decisão do STF é para ser acatada e não discutida. O contrário disso é tentar vulgarizar a mais alta Corte judicial do país. E nenhum democrata deve cair nessa tentação.”

Que rombo?

O cutucão foi uma resposta às   últimas declarações dadas pelo ministro da Economia, contestando a Suprema Corte e sugerindo que a medida dificulta a solução para o problema fiscal do país. “Rombo de R$ 20 ou de R$ 30 bilhões? Por que números inseguros, imprecisos?”

Entre o céu e a lua

Virgílio rebateu os dados apresentados pelo economista Paulo Guedes, que disse à imprensa que as vantagens fiscais dadas às empresas que compram matéria-prima na Zona Franca de Manaus devem acarretar um prejuízo de R$ 20 ou R$ 30 bilhões nas contas públicas.

“Os números apresentados pelo ministro da Economia e pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional é como a distância do céu para a lua!”

Cravo e ferradura

O presidente Jair Bolsonaro mirou no cravo, mas acertou na ferradura, ao afirmar em suas redes sociais que, sobre a Venezuela, qualquer hipótese seria decidida “exclusivamente” por ele.

Até o limite

Em entrevista a Mônica Bergamo, na Folha, o presidente disse que o Brasil vai “até o limite do Itamaraty”. “E, sem partir para as vias de fato, fazer de tudo para restabelecer a democracia na Venezuela.”

Ofensiva militar

Trocando em miúdos, o presidente não descartar definitivamente uma ofensiva armada contra o governo de Nicolás Maduro.

Cutucando onça…

A frase, que incomodou a cúpula do Congresso, sobretudo Rodrigo Maia, era endereçada, segundo aliados de Bolsonaro, inicialmente aos militares e ao vice, Hamilton Mourão, contrários a qualquer intervenção no país vizinho.

Críticas ao presidente

O senador de Roraima, Estado que faz fronteira com a Venezuela, Mecias de Jesus (PRB) criticou o governo do presidente Jair Bolsonaro por enviar R$ 223,853 milhões para atendimento dos venezuelanos que entram no País mas não ter enviado socorro financeiro ao Estado. 

“A ajuda humanitária deveria começar pelo próprio Estado de Roraima”, declarou o senador de Roraima. 

Duro na queda

Ele também declarou que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, não deixará o poder no país sem um conflito armado entre venezuelanos. “Não acredito que haverá condições de a Venezuela sair da situação que se encontra hoje, de ditadura por parte do presidente Nicolás Maduro, sem um confronto armado entre eles.”

Para ele, o autoproclamado presidente interino Juan Guaidó “jamais assumirá a presidência daquele país se não tiver de fato as Forças Armadas”.

Recursos

“A ajuda humanitária deveria começar pelo próprio Estado de Roraima”, declarou o senador de Roraima. 

Capital dos administradores

Em junho, os secretários das pastas de Administração e Planejamento de todos os estados estarão em Manaus.

A titular da Sead, Inês Carolina Simonetti, sugeriu e o Conselho Nacional de Secretários de Estado de Administração acatou a indicação: o 110º fórum da entidade será na capital do Amazonas.

Soluções inovadoras

 O evento também contará com a presença dos membros do Conselho Nacional de Secretários de Planejamento.

Entre os objetivos, está o compartilhamento de experiências e soluções inovadoras para o aperfeiçoamento da gestão pública.

EM ALTA 

A invenção do drone desenvolvido pelo Centro Médico da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos. Ele conseguiu pela primeira vez transportar em 5 minutos e com segurança, um rim para transplante. A beneficiada foi de uma paciente que aguardava pelo órgão havia 8 anos e fazia hemodiálise enquanto estava na lista de espera. O drone especial foi desenvolvido por especialistas em medicina, engenharia e aviação. Eles incluíram diversas inovações tecnológicas no drone.

EM BAIXA

Os governos ocidentais estão despejando milhões de toneladas de lixo plástico nos países em desenvolvimento ao invés de reciclar. Esse plástico poderia ser da Europa, dos EUA e do Canadá, acusam os ambientalistas. Esse  lixo plástico está sufocando nossos oceanos. Onde quer que olhemos vemos a carnificina de baleias mortas com estômagos cheios de plástico, aves marinhas sufocadas, tartarugas se afogando em redes de plástico. A maior parte do plástico chega no mar a partirde países em desenvolvimento que não possuem sistemas fortes de reciclagem.

Deixe uma resposta