Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Dito & Feito – E aí, Amazonino arrumou a casa?

O deputado Serafim Corrêa (PSB) cobrou que a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) prepare um diagnóstico da situação financeira, para ser entregue à equipe de transição do governador eleito, Wilson Lima (PSC). Quando o governador Amazonino (Mendes) se elegeu em 2017, lembrou Sarafa, ele disse que estava sendo eleito para arrumar a casa.

“Então é a hora de apresentar à sociedade um diagnóstico de qual é a situação do estado e quais são as alternativas que temos daqui para à frente”, cutucou.

Livro branco

A sugestão de Serafim é baseada na postura adotada pelo Governo Federal, na figura do ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, que preparou o chamado “livro branco”, que é um relatório completo da situação do país, incluindo o cenário financeiro dos estados.

X

“Eu espero que em nível estadual aconteça exatamente o mesmo, que o secretário Alfredo Paes (Sefaz), tenha preparado um diagnóstico da situação financeira”, sugeriu o parlamentar.

Dança das cadeiras

Falando em Sarafa, o presidente de honra do PSB já sinalizou que irá concorrer à presidência da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM).

X

“Nenhum dos 24 deputados que se elegeram para o próximo mandato se excluirão desse processo e quem vai jogar em qual posição, nós vamos ver.”

Mudança

Sobre o governo de Wilson Lima (PSC), Serafim disse que representa uma mudança profunda nos hábitos e que a população que o elegeu anseia por mudanças. “O povo disse que cansou do modelo de gestão que está aí. Ele está vindo para fazer o novo e o diferente”, disse.

Se hay gobierno…

Belarmino Lins (PP), raposa velha, apesar de estar num partido de oposição, já disparou que quer um entendimento com o novo governo e já colocou seu nome à disposição.

X

“Tanto o novo governador Wilson Lima, quanto nós, parlamentares, devemos saber superar divergências e buscar convergências, paz e harmonia”, disse Amazonino.

Agora vai

A Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) do Senado aprovou, nesta terça-feira (30/10), requerimento de Eduardo Braga (MDB/AM) que solicita a fiscalização do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre o processo de licenciamento da BR-319.

Cutucando a ferida

Braga exige, inclusive, identificação dos responsáveis e o cálculo de eventual dano aos cofres públicos. Segundo dados oficiais, já houve o investimento de R$ 111 milhões em estudos e programas para liberação das obras.

Novela sonolenta

A via, que liga as capitais Manaus (AM) e Porto Velho (RO), tornou-se um processo complexo e conflituoso, afirma o senador no requerimento.

X

“Ocorreram diversas reuniões e intensa troca de ofícios entre diversos entes governamentais, sem que hoje tenha sido obtida autorização para execução das obras no trecho do meio”, relatou o senador.

Desatem o nó

“O tal do trecho do meio abrange aproximadamente 400 quilômetros, entre as cidades de Humaitá e Careiro, no Amazonas”, acrescenta.

Grosseria

Anunciado como ministro da Fazenda do governo Bolsonaro, Paulo Guedes começou mal. Questionado por uma repórter argentina, correspondente do jornal Clarín, sobre as relações com o Mercosul, o economista irritou-se: “Não, o Mercosul não é prioridade. É isso que você queria ouvir?”

Estilo do chefe

Em seguida, voltou a atropelar a jornalista que ficou visivelmente constrangida: “Você está vendo que esse meu estilo combina com o do Presidente, não é?  A gente fala a verdade. A gente não está preocupado em te agradar”, finalizou.

Ódio de jornalista

Desnecessária tanta grosseria. E olha que a pergunta foi simples, agora imaginem  quando aparecerem os problemas mais graves e as perguntas mais incisivas?

Medo do desastre

Ambientalistas do mundo inteiro temem que a eleição de Jair Bolsonaro para presidente represente um desastre para o meio ambiente na região amazônica.

Campo de soja

Mas seus planos para a Amazônia são o que mais irá reverberar para além das fronteiras brasileiras, com implicações no futuro.

X

“Bolsonaro quer  transformar a Amazônia em um enorme campo de soja e matar toda a diversidade”, advertiu Felipe Milanez, especialista em ecologia política da Universidade Federal da Bahia, em entrevista ao Earther.

Deu no Washington Post

O jornal norte-americano Washington Post noticiou que Bolsonaro tem um plano de privatizar vastas faixas de floresta, entregando-as ao agronegócio e à mineração.

X

“Além disso, ele gostaria de expandir a energia hidrelétrica e nuclear para a região, tendo indicado que não deixará grupos ambientais externos terem muita influência sobre a preservação”, disse o Post.

EM ALTA

Uma descoberta pode ajudar a eliminar de uma vez por todas o tratamento contra o câncer por quimioterapia. Cientistas da Northwestern University, em Illinois, EUA, descobriram que cada célula do corpo humano contém um “código de matar” que pode ser acionado pra que ela mesma se auto-destrua. Eles acreditam que as células malignas poderiam ser encorajadas a “cometer suicídio” sem produtos químicos tóxicos injetados no corpo. Isso poderia significar o fim de exaustivas rodadas de quimioterapia.

EM BAIXA

O Brasil não se preparou para o envelhecimento de sua população e o número de idosos em situação de abandono é alarmante. A Carta Magna salienta sobre o amparo as pessoas idosas, garantindo-lhes o direito à vida, reconhecendo ser “dever da família, da sociedade e do Estado, amparar as pessoas idosas, assegurando sua participação na comunidade, defendendo sua dignidade e bem-estar, garantindo-lhes o direito à vida.” Mas não é isso que acontece em nosso país.

Deixe uma resposta