Calendário

outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Dito & Feito – Deputado quer jornalista na cadeia!

Chateado após sites revelarem que ele recebeu R$ 177 mil da Polícia Militar do Amazonas mesmo trabalhando em Brasília, o deputado Alberto Neto (Republicanos) afirmou que a notícia não é verdadeira e ameaçou colocar jornalistas na cadeia.

“Foi aprovada agora Lei da Fake News. E vamos colocar esses falsos jornalistas que querem utilizar portais para interesses obscuros, que querem servir políticos corruptos, na cadeia”, afirmou em vídeo publicado no Instagram.

Zumbi de censor

Anda não avisaram ao sr. Alberto Neto que não existe democracia sem imprensa livre. E que a  censura neste país foi enterrada junto com a ditadura militar.

… não há democracia!

Se alguns – como ele –  querem reviver aquele período de escuridão, terão que enfrentar a única arma dos jornalistas: a caneta.

Rabo preso

E mais, deputado, é só andar na linha que não vai parar nas páginas. Quem não tem rabo preso, não tem medo de jornalista.

Aconteceu virou manchete

Como dizia aquele velho slogan de uma extinta TV: “Aconteceu, virou  manchete!”. Melhor ainda, “mijou fora do casco vai parar no jornal”.

R$ 1 bi para Amazônia

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), homologou ontem (17) o acordo para destinar R$ 1 bilhão para a preservação da Amazônia, e R$ 1,6 bilhão para a área de educação.

Multa da Petrobrás

Os recursos têm como origem uma multa paga pela Petrobras (PETR3; PETR4) às autoridades brasileiras após um acordo junto ao governo dos Estados Unidos.

Aos estados

Do total de R$ 1 bilhão destinado à Amazônia Legal, R$ 430 milhões devem ser repassados pela União aos estados da região. Mas, levando em consideração a área desmatada e o número de focos de queimadas em cada estado, entre outros fatores, como área territorial e população estimada.

Incêndio pré-fabricado

Falando em  queimadas, o senador Plínio Valério (PSDB-AM) denunciou que uma equipe de produtores paulistas provocou incêndio nas proximidades do município de Presidente Figueiredo, no quilômetro 13 da Estrada do Distrito de Balbina. Disse o tucano que a finalidade dos incendiários é filmar um clipping a ser apresentado na abertura do Rock In Rio 2019.

Efeitos especiais

Segundo Plínio, a empresa ‘Maria Farinha Filmes’, montou o Set de Filmagem, com fumaça artificial e fogueiras reais, supostamente para dar ideia de grande incêndio na floresta Amazônica.

Pauta falsa

“A produtora pediu licença ao secretário de Turismo de Presidente Figueiredo, Paulo Lins, para filmar as cachoeira e cavernas turísticas do Maroaga e a Gruta da Judéia, dentro do município, além de samaúmeiras da região”, diz Plínio.

Crime ambiental

O secretário acionou o delegado da 37ª Delegacia de Polícia do Município, Valdenei Silva, sugerindo apreensão dos equipamentos e abertura de inquérito contra o que considerava crime ambiental.

A produtora

A peodutora enviou resposta ao Blog: Mário, não procedem as “informações” de que estávamos ateando fogo ou desmatando uma área para fazer gravação. A gente nem trata como informação. Tem muita mentira em torno desse episódio. Estávamos gravando um curta exatamente para promover a defesa da Amazônia. A polícia e autoridades ambientais foram lá e não viram nada irregular.

Nem na morte!

É, no mínimo irresponsabilidade e falta de respeito aos familiares do estudante Artur Moraes Santiago – que morreu de contaminação por alimento –, as informações falsas que circularam nas redes. De fato, o garoto foi vítima de uma bactéria mas ninguém pode sair postando e rede social que foi por ingerir açaí.

Rede de mentiras

A rede de mentiras foi tão grande que um tio do adolescente foi obrigado e postar um áudio pedindo para as pessoas pararem com a divulgação mentirosa. “Vou pedir para não compartilharem. É  noticia falsa. Não tem nada a ver com açaí. A mãe já está sofrendo e ainda ter que ler notícia desse tipo”, pediu  o rapaz.

CPMI das Fakes

Rolou de tudo contra a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News. Debates acalorados, manobras regimentais e todo um processo obstrutivo intenso da bancada do PSL, com a que atrasaram o andamento da reunião.

Mas, finalmente, a relatora da CPI, deputada Lídice da Mata (PSB-BA), leu o plano de trabalho das atividades do colegiado.

Sujeira na rede

Além de definir datas e temas a serem explorados a cada reunião, a relatora sugeriu a criação de três sub-relatorias: cyberbullyinge os crimes de ódio; proteção de dados no contexto das fake news; e aliciamento de criançase outros vulneráveis.

O homem tem palavra!

A garantia é do ministro da Casa CivilOnyx Lorenzoni. Acriação de uma nova CPMF está fora do radar do governo. “O presidente é homem de uma palavra só. Ele disse que não vai ter, não vai ter”, reforçou. 

Agora vai

Nesta terça-feira (17/9), Onyx afirmou que reforma tributária da equipe econômica pode ser enviada ao Congresso em 20 de setembro. Isto é, depois da viagem do presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos, que começa em 20 de setembro. 

Ajustes nas emendas

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e a Coordenadoria de Controle das Emendas Parlamentares Impositivas (CCepi) da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) estão trabalhando para zerar a quantidade de emendas impositivas rejeitadas pelo Poder Executivo devido a falhas técnicas.

Números

De acordo com o presidente da CAE, deputado Ricardo Nicolau (PSD), apenas 134 das 717 emendas foram empenhadas até o último dia 13, o que representa um repasse de R$ 15 milhões, que corresponde a apenas 10% do total.

EM ALTA

Uma brasileira de 21 anos venceu o Prêmio Jovens Campeões da Terra na América Latina e no Caribe, da ONU, por criar uma solução inovadora para purificar a água de cisternas no semiárido brasileiro. Anna Luisa Beserra, de 21 anos, fundadora do Aqualuz, desenvolveu um dispositivo que usa radiação solar para purificar a água da chuva captada em cisternas. A criação dela poderá ajudar a proteger pessoas de doenças diarreicas – que estão entre as principais causas de morte em todo o mundo.

EM BAIXA

Ao ex-residente Michel temer (MDB) que, No programa Roda Viva, transmitido pela TV Cultura, praticamente confessou  que um golpe parlamentar destituiu Dilma Rousseff, em agosto de 2016. Temer  afirmou que ‘jamais apoiou ou fez empenho pelo golpe’, o que despertou os ânimos de partidários e nomes da oposição. Antes do Roda Viva de ontem, no último sábado (12), Janaína Paschoal já havia admitido que as “pedaladas fiscais” usadas como base para justificar o afastamento da presidenta, foram uma farsa.

Deixe uma resposta