BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito – Caso Lula já é “vingança”, diz Marcelo Ramos


O  vice-líder da bancada do PR na Câmara dos Deputados deputado Marcelo Ramos (PR-AM) integrou o grupo de Cerca de 70 parlamentares de partidos de esquerda e também do chamado Centrão que deixou o Congresso Nacional na tarde desta quarta-feira, 7, e seguiu a pé para o Supremo Tribunal Federal para uma reunião com o presidente do STF, Dias Toffoli. 

Eles foram debater a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da Superintendência da Polícia Federal de Curitiba para uma penitenciária em Tremembé, São Paulo.

Vingança

Citando a palavra vingança, Marcelo Ramos (AM), se referiu ao absoluto limite da lei e da Constituição para manifestar-se sobre o caso. “Uma das marcas da evolução civilizatória é a substituição do critério passional de vingança por um critério racional de Justiça. A vingança ignora a lei. A Justiça submete-se a lei”, disparou.

Decisão fora da lei

O parlamentar amazonense disse que não entra no mérito do julgamento do ex-presidente Lula, mas, na execução da pena. “Ignorar o direito à progressão de pena e transferir um ex-presidente que, por decisão judicial deveria ser cumprida em Sala de Estado Maior, para o Presídio de Tremembé é uma decisão fora da lei”, escreveu em seu Twitter.

Gazeteiros

Durante a sessão plenária de ontem (7) na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Chico Preto (PMN) soltou o verbo contra os colegas. O parlamentar reclamou para o presidente Joelson Silva (PSDB) que semana após semana há dificuldade da casa registrar quórum mínimo para os debates e votações.

Chutou o balde

Chico Preto disse que “chutou o balde” por estar cansado com o desrespeito de alguns vereadores. “Estou cansado de chegar cedo, juntamente com alguns parlamentares, para dar quórum às sessões e participar de forma efetiva dos trabalhos desta Casa”.

Vai resolver

Joelson Silva disse que irá orientar o corregedor da CMM, Everton Assis (DEM), a ficar no “encalço” dos colegas faltosos e cobrar que estejam no plenários nos dias de sessão.

Quórum

Para ser realizada, a sessão tem que contar com, no mínimo, 14 vereadores em plenário. Em votações, o quórum mínimo é de 21 parlamentares.

Faz escuro

Por falar em CMM, o vereador Roberto Sabino (PHS) reclamou da tribuna não aguenta mais tanto apagões.

Coisa de vascaíno

De acordo com o parlamentar, na semana passada, por duas oportunidades a energia em sua casa foi embora. E justamente na  hora do jogo do Flamengo. “Lá na Amazonas Energia só deve ter vascaíno. Não é possível”, disse.

Terapia nas compras

Manaus ganhará nesta quinta-feira (08), na avenida Via Láctea, conjunto Morada do Sol uma nova unidade do Pátio Gourmet, que chega trazendo o conceito a supermercadoterapia. 

4 mil produtos

A nova unidade contará com um mix de mais de 14 mil produtos, entre itens exclusivos, importados e do dia a dia, divididos entre áreas de carnes, peixes, padaria, espaço rotisserie, frutas e legumes, bebidas, entre outros.

“A maneira como costumamos receber os clientes é que faz a diferença. Queremos que todos sintam-se como se estivessem na extensão de casa”, disse o gerente de compras do Pátio, Miguel Aguiar.

Poluição visual

Participando de um tribuna popular na CMM, a secretária de Parcerias e Projetos Estratégicos (Semppe), Kuka Chaves, reclamou da quantidade de cartazes afixados em espaços públicos.

Aí mente!

Kuka Chaves afirmou ter ódio de uma propaganda enganosa que suja sobremaneira a cidade. “Tenho ódio, desculpe o termo, daquele cartaz que diz “perca 15 quilos em 45 dias”. Ele está espalhado por toda cidade.”

Gordinhas iludidas

A secretária acusa que essa propaganda em específico ilude as mulheres e deixa a cidade poluída. “Quem não gostaria de  perder 15 quilos em 45 dias? Eu adoraria, mas isso é mentira, ninguém consegue”, afirmou.

Cutucando o  Zorra

Após o deputado federal Ubiratan Sanderson (PSL-RS) protocolar, na Câmara dos Deputados, uma moção de repúdio contra esquete com piadas sobre o uso de agrotóxicos exibida na última edição do Zorra, a Globo respondeu o parlamentar.

Globo responde

Em nota enviada ao Notícias da TV nesta quarta (7), a emissora afirma que respeita as manifestações, mas ressalta que se trata de um programa humorístico.

Agrotóxico no Sítio

A esquete Sítio do Picapau com Sequela, o Zorra fez piada com a liberação de 290 agrotóxicos nos últimos sete meses no Brasil. No vídeo, personagens animados do Sítio do Picapau Amarelo sofrem as consequências do uso dos produtos.

Picapau com sequela

A trilha do quadro é a música de Gil, com letra Enquanto uma música parodiada toca ao fundo: “Borrifada na goiaba / Pra agradar à tal bancada / Tem veneno na panela / Sítio do Picapau com sequela” – , diz a paródia.

EM ALTA

A brasileira Rayssa Leal é a mais jovem campeã mundial de Skate. A menina de 11 anos venceu a etapa da Street League Skateboarding. Rayssa Leal, conhecida como “Fadinha”, é de Imperatriz, no Maranhão e venceu a prova no último domingo, 28, em Los Angeles, na Califórnia. A etapa contou pontos para o ranking olímpico. A modalidade vai fazer parte do programa dos Jogos Olímpicos pela primeira vez em 2020, em Tóquio, no Japão.

EM BAIXA

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2017 mostram que os trabalhadores negros no Brasil recebem, em média, R$ 1,2 mil a menos que os brancos. Um balanço divulgado pelo Grupo de Promoção da Igualdade de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho (Coordigualdade), do MPT, mostra que somente nos últimos cinco anos, o órgão recebeu 896 denúncias por discriminação em razão da origem, raça, cor ou etnia. No ano passado foram 205, um crescimento de 30,5% em relação a 2014, que foi de 157.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.