Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Dito & Feito – Amazonino cutuca David

Com mais de 170 contratos assinados com dispensa de licitação, o governador Amazonino Mendes criou uma comissão especial, no âmbito da Casa Civil do Estado, para apurar possíveis ilícitos e danos ao erário.

O que causou o policiamento foi o contrato celebrado entre a Superintendência Estadual de Habitação (Suhab) e a empresa Ezo Soluções Interativa, em setembro do ano passado, na gestão interina da David Almeida.

Cadê a babita?

A justificativa do atual governo é que o contrato foi assinado sem a realização de certame licitatório, e tinha por objetivo recuperar valores junto ao Fundo de Compensação de Variações Salariais (FCVS), da Caixa Econômica Federal, que até agora não foram depositados nos cofres da Fazenda Estadual.

MP com a palavra

A atitude é louvável, não fosse o fato de que o Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) já está apurando o caso.

Estado já pagou

De acordo com a 77ª promotoria de Justiça Especializada de Proteção ao Patrimônio Público do MP, a Ezo recebeu R$ 5 bilhões do Estado e garante que já recuperou R$ 27,5 bilhões.

Quem, quem?

O superintendente da Suhab à época era o coronel da Polícia Militar, Nilson Cardoso Júnior.

Telhado de vidro

A bem da verdade, para quem assinou contratos sem licitação, fica difícil  fazer quaisquer tipo de cobrança. Afinal, quem tem telhado de vidro não pode atirar pedras.

Arrumando o curral

Falando em babita, o Governo do Amazonas vai investir mais de R$ 20 milhões diretamente no Festival Folclórico de Parintins de 2018. Desse total, R$ 3,5 milhões vão para o trabalho de manutenção e reforma do Bumbódromo, que esse ano festeja 30 anos de sua construção.

Arrumando a ilha

Além disso, mais R$ 20 milhões serão destinados para a recuperação do sistema viário do município. A ideia é fazer quase 40 quilômetros de obras.

Salve os bois

Os bois Garantido e Caprichoso também irão receber uma verba adicional para o cumprimento de algumas demandas judiciais e acordos trabalhistas. O governador Amazonino quer limpar a ficha das agremiações.

X

A situação anda tão difícil que até o Caprichoso está no “ vermelho”.

 Vingança política

Como o Dito & Feito já antecipou, o deputado federal Silas Câmara (PRB) deve fechar aliança e apoiar o senador Omar Aziz para a disputa do governo do Estado nas eleições de outubro.

X

E quem pagou pela decisão foi o irmão de Silas, o coronel Dan Câmara, que foi exonerado por Amazonino do cargo de secretário extraordinário do governo.

Bolsonaro entreguista

Em entrevista ao jornal El País, o pré-candidato à presidência, Jair Bolsonaro afirmou que “a Amazônia não é nossa”.

— A Amazônia não é nossa e é com muita tristeza que eu digo isso, mas é uma realidade e temos como explorar em parcerias essa região.

Hello, Tio Sam!

Não é a primeira vez que Bolsonaro dá declarações que vai entregar a Amazônia. Em dezembro de 2017, aqui em Manaus, disse que para “salvar ao menos parte da Amazônia, é preciso buscar parcerias.

— Principalmente com países democráticos como os EUA para a exploração dos recursos minerais, adiantou.

Puxa-encolhe

Está na pauta da 272ª sessão ordinária do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que será realizada hoje (22), a o julgamento da liminar que suspendeu a eleição para o cargo de corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam).

Só os mais velhos

No pleito realizado em março, quem saiu vitorioso foi o desembargador Lafayette Vieira Júnior. No entanto, um grupo de juízes pediu ao CNJ a anulação da votação, já que Lafayette não se enquadra ao princípio de antiguidade, que prevê, de acordo com o Artigo 102 da Lei Orgânica da Magistratura, que só os magistrados mais antigos podem exercer cargo diretivo da corte.

Pedido de vistas

A conselheira Iracema do Vale, que é relatora do processo e quem concedeu a liminar, votou, na última sessão do CNJ, em favor do pedido de anulação. O processo foi retirado de pauta após pedido de vista do conselheiro João Otávio de Noronha.

Calça curta

Começou a tramitar na Câmara Municipal de Manaus (CMM) um Projeto de Lei de autoria do vereador Hiram Nicolau, que visa autorizar os motoristas e cobradores de ônibus do transporte público de Manaus a usarem bermuda durante o expediente.

Menos estresse

De acordo com a propositura de Nicolau, o trânsito da cidade aliado ao forte calor causa um ambiente de estresse aos servidores.

Pé de ouvido

O deputado Luiz Castro (Rede) teve uma conversa de pé de ouvido com o secretário estadual de Educação, Lourenço Braga. Foi cobrar a execução das emendas impositivas de sua autoria, que melhoram a estrutura de escolas no interior do Estado e na área da educação indígena.

Deixa comigo

O titular da Seduc se comprometeu em tratar com prioridade a solicitação. E disse eu vai homologar as emendas e assegurou que providenciará o processo de licitação das obras.

EM ALTA

O gesto de solidariedade do alunos da Escola Estadual de Educação Profissional “Balbina Viana Arrais”, de Brejo Santo, no Ceará, que fizeram uma rifa-surpresa para ajudar um professor que está com salário atrasado. A bela ação emocionou o professor de artes Bruno Rafael Paiva. Formado em música, Bruno está há 2 meses sem receber salário e dormindo em um local emprestado.

EM BAIXA

O surgimento de “ comércio de portinhas”, no Centro de Manaus, que oferece celulares a preços bem mais em conta – às vezes por menos da metade do preço real –, numa clara suspeita de que se trata de aparelho roubado. Já existe casos na cidade de pessoas  que tiveram o celular roubado pela manhã e à tarde, já encontraram o aparelho a venda.

Deixe uma resposta