Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Colheita do guaraná gera empregos temporários em 12 municípios


No Amazonas, em 12 municípios que fornecem guaraná para a Coca-Cola Brasil, a colheita do fruto segue em ritmo acelerado e a contratação de mão de obra temporária por parte das famílias que produzem o guaraná é uma realidade que movimenta a economia local e gera postos de trabalho temporário.

A colheita, que teve início em outubro do ano passado e segue até janeiro deste ano, acontece uma vez por ano. A atividade, predominantemente de agricultura familiar, requer, neste período, mais postos para etapas importantes como o beneficiamento do fruto.

No guaranazal da produtora Maria Trindade, 54 anos, em Urucará, três novos funcionários foram contratados para ajudar na colheita. Esta safra, estima a produtora, será maior do que a anterior e, por isso, a família investiu em mão de obra temporária. Em 2018, a família produziu 1,1 tonelada do fruto. A expectativa para este ano é chegar à marca de 1,5 tonelada.

“Temos três pessoas trabalhando nos guaranazais. As pessoas que trabalham com a gente já sabem que todo ano, neste período, a renda extra é garantida. Se eu pudesse morar aqui no guaranazal seria melhor. Dá vontade de passar o dia inteiro aqui, ainda mais quando tem muito fruto. O guaraná não dá só energia, ele traz felicidade”, diz ela.

No município, a estimativa da Cooperativa Agrofrut, que fornece o fruto das 66 famílias produtoras de guaraná para a Coca-Cola Brasil, é que cada uma contrate até três pessoas para trabalhar no período da colheita. Em média, a colheita e o beneficiamento podem levar de dois a quatro meses.

Superando a meta – Em 2018, o número de municípios que fornecem guaraná para a Coca-Cola Brasil aumentou de cinco para 11. Já em 2019, de acordo com o agrônomo e especialista em agricultura para o Amazonas da Coca-Cola Brasil, João Carlos Santos,  a repercussão do trabalho foi tão boa para os produtores familiares que Autazes passou a incrementar a lista de municípios, atingindo a meta histórica de atuação da Coca-Cola Brasil em 12 municípios no Amazonas.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.