Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Adail Filho e outros três suspeitos de desvios têm prisão prorrogada pelo TJAM


O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) prorrogou as prisões temporárias do prefeito de Coari, Adail Filho (PP), o empresário Alexsuel Rodrigues; do sargento/PM e assessor do prefeito, Fernando Lima e do vereador e presidente da Câmara Municipal de Coari, Kleiton Batista. Eles foram presos durante a Operação Patrinus, realizada na semana passada. 

A decisão foi assinada pela desembargadora Carla Reis, em decisão monocrática, e atendeu pedido do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM). As prisões foram prorrogadas por mais cinco dias. 

De acordo com o MPAM, os quatro estão envolvidos em desvios que somam mais de R$ 100 milhões dos cofres públicos. Os valores envolvem, por exemplo, fraudes à licitações, dispensas indevidas de licitações, contratos superfaturados, dos quais serão aferidos os valores efetivamente desviados.

Em nota à imprensa divulgada na última sexta-feira, 27/9, a desembargadora Carla Reis informou que diversos pedidos e diligências solicitados pelo MPE-AM foram exaustivamente apreciados dentro dos autos e resultaram na decretação das quatro prisões temporárias e de aproximadamente 80 mandados de busca e apreensão, domiciliar e pessoal.

Os mandados foram cumpridos em Manaus e no município de Coari em desfavor de membros dos poderes Executivo e Legislativo Municipal, além de empresas do ramo privado e de seus sócios.

A relatora do processo afirmou que o processo deixou o status de ‘sigilo absoluto’ e migrou para o de ‘segredo de Justiça’, sendo concedido a todas as partes processuais o devido direito de defesa e pronunciamento nos autos, com acesso irrestrito aos advogados ou de quem tem procuração como representantes das partes.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.