BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Pela quarta vez no ano, Amazonas não registra óbitos por Covid-19


Pela quarta vez no ano, o Amazonas não registrou mortes por Covid-19, segundo informa a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas - Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), por meio do Boletim Diário de Covid-19, edição de 524. As três primeiras ocasiões em que o Estado não registrou óbito por Covid-19 foram nos dias 7 de julho, 18 de agosto e 1º/09. O boletim também traz o diagnóstico de 88 novos casos de Covid-19, totalizando 425.427 casos da doença no estado.

Conforme o boletim, não foram registrados óbitos por Covid-19. Até esta sexta-feira (10/09), o total de mortes por Covid-19 é de 13.701. Na capital, de acordo com dados da Prefeitura de Manaus, na quinta-feira (09/09), foram registrados 2 sepultamentos por Covid-19. O boletim acrescenta ainda que 46.223 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas pelas secretarias municipais de saúde, o que corresponde a 10,86% dos casos confirmados ativos.

Rede de Assistência – Entre os casos confirmados de Covid-19 no Amazonas, internados em Manaus há 167 pacientes, sendo 89 em leitos clínicos (5 na rede privada e 84 na rede pública), 77 em UTI (9 na rede privada e 68 na rede pública) e 1 em sala vermelha na rede pública.

Há, ainda, outros 20 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 16 estão em leitos clínicos (3 na rede privada e 13 na rede pública), 2 estão em UTI (1 na rede privada e 1 na rede pública) e 2 em sala vermelha na rede pública.

No boletim consta, também, que há outros 13 pacientes internados em leitos clínicos com Covid-19, na rede pública de saúde do interior do estado, conforme informado pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM).

Redação

Redação

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.

Manaus