BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Maternidade Ana Braga separa entrada de grávidas Covid e não Covid


A maternidade Ana Braga, na avenida Cosme Ferreira, zona leste, está mudando a sua configuração para separar a entrada de grávidas que chegam com sintomas de Covid-19 das não Covid-19. A maternidade é referência na rede estadual de saúde para grávidas infectadas pelo novo coronavírus e vem se reestruturando para melhorar os serviços.

Para as grávidas com sintomas respiratórios suspeitos de Covid-19, a porta de admissão é a entrada principal. Já a admissão não Covid-19 é pelo antigo posto do Hemoam, que foi reformado para a nova finalidade. A unidade tem ainda uma recepção para visitas e acompanhantes na entrada que faz frente para a avenida Cosme Ferreira.

A maternidade é referência na rede estadual de saúde para grávidas infectadas pelo novo coronavírus

Na nova ala não Covid também foram abertos oito novos leitos de pré-parto, consultório médico obstetra e clínico, e sala de medicação ambulatorial para a mulher que chega com a dor do parto, mas ainda não está na hora de ter o bebê.

A recepção da nova admissão não Covid-19 possui espaço para 16 pessoas sentadas com distanciamento. Terá painel de chamada, uma inovação. Na porta será feita triagem para saber se a paciente está com sintomas gripais.

Caso tenha sintomas gripais, a paciente será encaminhada a Adimissão Covid-19, onde será submetida a testagem.

A diretora Rose Lôbo destaca que a medida tem como objetivo fazer a segregação dos dois atendimentos. “Vamos ter, de um lado, nosso atendimento Covid-19, com equipe completa de recursos humanos exclusiva, e de outro, o atendimento normal”, disse a diretora.

Segundo ela, foi isolado um lado da maternidade contendo ainda oito leitos Covid-19 de pré-parto. A unidade também está reabrindo um centro cirúrgico exclusivo para Covid-19, com Serviço de Recuperação pós anestésica (SRPA) com três leitos.

O segundo andar da unidade foi isolado com 54 leitos de internação Covid-19, e no primeiro andar serão mais 18 leitos. A unidade reservou ainda 10 leitos de UTI para essa finalidade.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.