BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

'Era minha amiga', diz Alec Baldwin em 1ª entrevista após morte com tiro acidental



Alec Baldwin, 63, quebrou o silêncio neste sábado (30) e falou pela primeira com um jornalista sobre a morte de Halyna Hutchins, 42, diretora de fotografia que ele acidentalmente atirou e matou no set de seu filme "Rust", em Santa Fé, Novo México, nos Estados Unidos, no dia 21 de outubro.

"Ela era minha amiga", disse Baldwin a um repórter de BackGrid enquanto estava parado na beira de uma estrada rural com a mulher Hilaria Baldwin, que filmava tudo com um celular.

O ator falou que de vez em quando ocorrem acidentes em sets de filmagem, mas nada parecido com o que aconteceu no set de "Rust". "Este é um episódio em um trilhão, um evento em um trilhão", afirmou.

O ator destacou o esforço para limitar o uso de armas de fogo em sets de filmagens. "Eu sei o esforço contínuo para limitar o uso de armas de fogo em um set, é algo em que estou extremamente interessado", disse ele.

Baldwin acrescentou que está em contato constante com o marido de Halyna, Mathew Hutchins. O casal teve um filho de 9 anos. "Estamos muito preocupados" com a família dela, disse Baldwin, acrescentando que foi "ordenado" pelo gabinete do xerife de Santa Fé a não falar sobre o caso.

Em depoimento à polícia, o ator afirmou que apontando o revólver para uma câmera durante um ensaio no set de filmagem do filme "Rust" quando a arma disparou e atingiu a Halyna no peito.

Ele forneceu detalhes adicionais do disparo acidental na diretora de fotografia e feriu o diretor Joel Souza. Baldwin havia recebido a arma cenográfica e tinha sido informado de que estava descarregada, disseram autoridades de Santa Fé em documentos judiciais.

Fonte: Notícias ao Minuto

Redação

Redação

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.

Manaus