BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Maioria da bancada do Amazonas na Câmara dos Deputados só diz sim a Bolsonaro


A bancada do Amazonas na Câmara dos Deputados  continua mais Bolsonarista do que nunca. Na  madrugada desta quinta-feira, quando o  Plenário aprovou, por 312 votos favoráveis contra 144 contrários, a PEC 23/2021, a chamada PEC dos Precatórios,   apenas três parlamentares do Amazonas votaram NÃO. Os demais votaram fechadinhos com o Bolsonaro.

A PEC divide opiniões porque serve tanto para viabilizar o Auxílio Brasil como abre caminho para furar o teto de gastos e jogar recursos na campanha eleitoral de 2022. Logo ao amanhecer do dia, as mídias sociais se movimentaram contra esses deputados e o tema virou um dos assuntos mais comentados no Twitter logo cedo.

Puramente eleitoreiro

A PEC visa permitir ao governo gastar mais no ano da eleição e ampliar o novo Bolsa Família – que agora virou “Auxilio Brasil –  a R$ 400 em 2022. Só pra lembrar, a ideia do governo é conceder aumento temporário do “novo” auxílio, até o fim de 2022, ano de eleição.

Como ninguém é bobo e nem nada, está claro que esse “pacote de bondade” de Jair tem fins puramente  eleitoreiros.

Tropa do “sim senhor”

Veja quem  na bancada do Amazonas votou com Bolsonaro e quais foram os que disseram NÃO à estratégia do presidente.

Átila Lins (PP-AM) – votou Sim

Bosco Saraiva (Solidaried-AM) – votou Sim

Cap. Alberto Neto (Republican-AM) – votou Sim

Delegado Pablo (PSL-AM) – votou Sim

José Ricardo (PT-AM) – votou Não

Sidney Leite (PSD-AM) – votou Não

Silas Câmara (Republican-AM) – votou Sim

Marcelo Ramos (PL-AM) – votou Não

Coerência é isso

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos, é um dos poucos que mantém coerência com o seu discurso político.

O parlamentar disse que votou contra a  PEC dos Precatórios para cumprir um compromisso que firmou com os professores do Amazonas e do Brasil.

— Além de dar calote nos professores e em outros credores, cria um clima de insegurança junto aos investidores que prejudica a economia e pode gerar mais inflação —, disparou Ramos.

Por Mário Adolfo

Peregrinação de Arthur

O candidato às prévias do PSDB, ex-prefeito de Manaus e ex-senador, Arthur Virgílio reinicia seu giro pelo Brasil.

Nesta quinta-feira (4.11) ele se reuniu com lideranças e militantes tucanos da cidade de São Paulo, a convite do presidente do diretório municipal do PSDB, Fernando Alfredo.

Em solo nordestino

Nesta sexta-feira (5), Virgílio vai estar no Nordeste, onde estão previstas visitas, reuniões e encontros com a imprensa de seis capitais.

Em São Paulo, a reunião será realizada às 19h (18h/Manaus) na sede do partido, que fica na rua Martins Fontes, 230, 8º andar, no Centro.

Essa é a terceira vez que Virgílio vai a São Paulo, maior colégio eleitoral tucano, em campanha pelas prévias.

Salve a Amazônia

Arthur já percorreu estados das regiões Sudeste, Sul, Norte e Centro-Oeste e, em todos os seus encontros com lideranças e militâncias tucanas, fez ardorosa defesa da Amazônia e do uso sustentável de seus recursos naturais e lançou a campanha “Salve a Amazônia! Riqueza de todos os brasileiros”.

Ex-prefeito em viagem pelo país 

Planeta água

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta quinta-feira (4/11) que em uma perspectiva futura o governo avalia exportar água da região amazônica para países que estão em crise.

Pra dar e vender

O vice-presidente mencionou a ideia ao citar que o território possui uma biodiversidade que deve ser explorada com a visão de bioeconomia.

— Em perspectivas futuras, com a crise de água – e nós temos água para dar e vender –, um dos produtos de exportação será água”, comentou.

Na COP26

As falas foram proferidas durante painel da 26ª edição da Conferência da ONU sobre o Clima, a COP26, em Brasília. O general participou do encontro ao lado do ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite.

A guerra que nos espera

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, sabe o que significa a eleição de 2022. Pintando um quadro sombrio, sem exagerar, o ministro advertiu que “devemos estar novamente preparados para uma guerra” no que se refere às fake news.

– Devemos estar novamente preparados para uma guerra – afirmou Barroso durante o evento Fake News e eleições: como reduzir a ameaça, da Americas Quarterly.

A guerra que nos espera 2

É claro que o Ministro se refere à prevenção dos danos causados pela disseminação de desinformação em países da América Latina. Ele aproveitou para defender uma regulação na web.

– A internet é percebida como um ambiente em que a desinformação pode ser propagada livremente, mas há hoje um consenso de que é necessário promover alguma regulação – afirmou Barroso.

Agenda real

Príncipe Charles na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP26)

O secretário de Estado do Meio Ambiente do Amazonas, Eduardo Taveira, teve uma agenda de realeza. Ele participou, nesta quinta-feira (4), de uma reunião junto ao herdeiro do trono britânico, príncipe Charles.

O encontro fez parte da programação da 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP26), que acontece em Glasgow, na Escócia.


Race to zero

Taveira representou o governador do Amazonas, Wilson Lima. Em agosto, o Governo do Amazonas iniciou as tratativas para aderir à campanha Race to Zero.

A ação, que em português significa “Corrida ao Zero”, reúne governos nacionais e subnacionais, empresas e instituições que se comprometem a promover uma recuperação global sustentável, resiliente e com zero emissão líquida de carbono até 2050.

A ação é organizada pelo Secretariado de Mudanças Climáticas das Nações Unidas e é um dos principais temas da COP26.

Mudanças climáticas

Para o secretário Eduardo Taveira, o encontro marca o protagonismo no Amazonas no combate às mudanças climáticas.

—Estamos muito felizes em fazer parte dessa campanha para reduzir as emissões no estado do Amazonas —, comentou Taveira.

Flertando com os milicos

Não é só Bolsonaro que defende a militarização do governo, uma espécie de remake dos anos de chumbo, sem os excessos daquela página negra da história do país.

O ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, que protagonizou a farsa jurídica para tirar Lula da eleição de 2018 e trancafiá-lo na cadeia por dois anos, também sonha com a volta dos generais ao poder.

A noite dos generais

De olho nas eleições de 2022, o ex-ministro da Justiça, Moro, segue em busca de apoio para o ano que vem.

E um dos alvos são os militares. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, Moro convidou generais para a cerimônia de filiação ao Podemos, marcada para a próxima quarta-feira (10).

ÚLTIMA HORA

Fernanda Montenegro  eleita a mais nova imortal da Academia Brasileira de Letras

Merevido: Fernanda Montenegro agora é "imortal"

Candidata única à cadeira 17 da Academia Brasileira de Letras (ABL), Fernanda Montenegro foi eleita nesta quinta-feira (4) a mais nova imortal da entidade. A atriz de 92 anos ocupará o posto vago desde março do ano passado, com a morte do diplomata e político Affonso Arinos de Mello Franco. A falta de concorrentes ao posto é apontada pelo meio como uma deferência à grande dama do cinema e da dramaturgia brasileira. A cadeira que será ocupada por Fernanda Montenegro tem como patrono o jornalista Hipólito da Costa e já pertenceu também ao filólogo e dicionarista Antônio Houaiss.

“Fernanda Montenegro é um dos grandes ícones da cultura brasileira. Intelectual engajada e sensível leitora do real. Sua presença enriquece os laços profundos da Academia com as artes cênicas. Com ela, adentram, luminosos, tantos, personagens, que marcaram gerações, passado, presente e futuro”, declarou o presidente da ABL, Marco Lucchesi.

ORGULHO

A menina Júlia Arléo criou uma fábrica de chocolate

Julia Arléo, de apenas 9 anos, sabe muito bem o que quer ser quando crescer: produtora de chocolates. E foi para alimentar esse sonho, que a garota abriu sozinha uma loja do doce para ajudar toda a família. A família produz cacau em uma lavoura na cidade de Ilhéus, interior da Bahia e foi pela proximidade com a matéria-prima principal do chocolate, que Júlia começou a empreender, mesmo tão pequena. Foi a partir dessa vontade que Julia iniciou o “Chocolate da Ju” no Instagram. A dedicação da Julia tem levado a empresa dela cada vez mais longe. Um dos chocolates que ela produz, a barra 70% cacau, ficou em 3° lugar no prêmio CNA Brasil Artesanal, sendo considerada uma das melhores do país.

VERGONHA

Hoje, 9,1 milhões de crianças de zero a 14 anos – uma em cada cinco – estão em situação de extrema pobreza, com uma renda domiciliar per capita de até 250 reais, revela uma recente pesquisa da Fundação Abrinq, a partir de dados extraídos da Pnad Contínua de 2019. Antes, portanto, de a pandemia ceifar a vida de 600 mil brasileiros e agravar a crise econômica que se arrasta há seis anos. A miséria caminha de mãos dadas com a insegurança alimentar. Não chega a surpreender, portanto, que uma em cada três crianças brasileiras sofre de anemia, como atesta um estudo feito pela Universidade Federal de São Carlos. A carne bovina, uma das principais fontes de proteína da população, sumiu do prato dos brasileiros depois de acumular alta de 34% nos últimos 12 meses, mostra o IPCA, indicador de inflação oficial medido pelo IBGE.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.