BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - David aposta em vacinas para alavancar Manaus


Bolsonaro goste ou não, o prefeito David Almeida (Avante) decidiu ir à luta e comprar vacina por conta própria. Para isso, a Câmara Municipal aprovou, de forma unânime, na manhã desta segunda-feira, 15/3, na do Projeto de Lei que solicita a compra de vacinas, direto da fábrica, pelo município de Manaus, por meio de consórcio firmado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP). David agradeceu imensamente aos vereadores pela aprovação do projeto que possibilita a negociação de novas doses de vacina.

— Meu objetivo é salvar vidas e vacinar a nossa população, para que todos possam ficar protegidos desse vírus, que cada vez mais tem ceifado vidas no Brasil inteiro –, disse o prefeito.

Que venha a Sputnik

David anunciou que ainda em março, deve viajar a São Paulo, com a comitiva da FNP, para visitar a sede do laboratório União Química, para conhecer o processo de fabricação da vacina contra a Covid-19, Sputnik V, de origem russa.

— Essa será uma etapa importante no processo de negociação entre o consórcio formado por diversos municípios e a representante do imunizante no Brasil –, ressaltou.

Prefeito visitará a sede do laboratório União Química

Senador do Amapá...

O senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) entrou nesta segunda-feira,15, hoje com pedido no STF (Supremo Tribunal Superior) para que o Ministério da Saúde forneça, em até 24 horas, informações sobre o estoque e a previsão de uso do oxigênio nos estados brasileiros e, em especial, em Rondônia, Acre e Ceará.

... defende Amazonas!

A falta de estoque de oxigênio no atendimento aos doentes de covid-19 no Amazonas gerou um colapso no sistema de saúde do estado, resultando em 2.500 mortes apenas no mês de janeiro.

— As tristes cenas vistas no início do ano em Manaus não podem se repetir sob nenhuma hipótese –, lamentou o senador.

Denunciou descaso

Randolfe disse esperar que “as duras provações enfrentadas pelos nossos irmãos amazonenses tenham ensinado alguma coisa aos gestores da pandemia no Brasil”.

Colapso em Rondônia

Segundo os dados apresentados na ação, Rondônia está com 100% da taxa de ocupação de leitos de UTI há 48 dias e "a empresa Cacoal Gases, que abastece 31 municípios do estado, declarou que só tem insumos suficientes para fornecer oxigênio por mais 15 dias".

Acre agoniza

Além disso, a distribuidora Oxiacre, que atende o Acre, informou que o produto pode faltar em até 15 dias devido à alta demanda. No Ceará o cenário é igual, sendo que 39 cidades estão sob risco de desabastecimento.

Já vai tarde

Quando o general da ativa Eduardo Pazuello assumiu interinamente o Ministério da Saúde, no dia 15 de maio, o Brasil registrava pouco menos de 15 mil mortes na pandemia.

Dez meses depois, estamos chegando à marca das 280 mil vidas perdidas para o coronavírus.

Capitão cloroquina

O pano de fundo da saída de Nelson Teich e da demissão de Luiz Henrique Mandetta foi basicamente o mesmo: a pressão de Jair Bolsonaro em prol da defesa de uma panaceia, a cloroquina, e da livre circulação de vírus e pessoas.

Manda e obedeço

O general assumiu o cargo para cumprir essas ordens. Foi humilhado várias vezes por Bolsonaro e ainda concordava:

— É  simples assim: um manda e o outro obedece!

Descarte humilhante

O episódio da volta atrás na aquisição da CoronaVac foi o mais humilhante. Justamente porque obedeceu aos desmandos do presidente, Pazuello agora será descartado por um Bolsonaro em busca de um novo figurino político que o dissocie do caos sanitário que ele ativamente promoveu.

Quero nada!

A médica Ludhmila Hajjar rejeitou nesta segunda-feira o convite feito pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir o Ministério da Saúde no lugar de Eduardo Pazuello.

Ludhmila: Não há "convergência técnica" com o governo de extrema-direita

Pau mandado, não!

As negociações do presidente com a médica  fracassaram por motivos óbvios. Ela não é do estilo “pau mandado”.  Bolsonaro queria a cardiologista como nova ministra da Saúde, porém, ela recusou a oferta nesta segunda-feira (15) por não haver "convergência técnica" com o governo de extrema-direita.

Foi grosseiro

No domingo (14), Bolsonaro chegou a receber Ludhmila no Palácio da Alvorada. Em determinado momento da reunião, de acordo com o jornal Poder360, o presidente da República dirigiu-se à médica de um jeito, no mínimo, grosseiro.

Vai me f (*)

Ao comentar sobre um possível lockdown na região Nordeste devido ao aumento de casos do coronavírus.

— Você não vai fazer lockdown no Nordeste para me foder e eu depois perder a eleição, né? –, teria dito Bolsonaro à Ludhmila.

Não é hora

Em entrevista à CNN Brasil, Hajjar afirmou que agradecia a lembrança do seu nome, mas que “infelizmente não é o momento” para assumir o ministério.

— Fiquei muito honrada pelo convite do presidente Bolsonaro. Tivemos dois dias de conversa mas, infelizmente, acho que esse não é o momento para que eu assuma o ministério –, afirmou.,

Silas presta contas

O deputado Silas Câmara está deixando a  Comissão de Minas e Energia da Câmara, que presidiu até dezembro do ano passado. Na prestação de conta, o parlamentar , afirmou que pelo menos duas grandes iniciativas legislativas do colegiado estarão sendo finalizadas na próxima semana.

Uma delas é o marco regulatório da micro e minigeração distribuída, que está pautada com urgência pelo plenário, e a outra a Lei do Gás, que também está na pauta.

O próximo

Silas Câmara lembrou que mais de 100 propostas foram votadas e muitas audiências publicas promovidas pela comissão durante seu mandato. O deputado Edio Lopes (PL-RR) foi eleito nesta quinta-feira (11) para a presidência da Comissão

Queima de lixo

Após receber denúncias de internautas sobre queimadas de lixo em área da Capital, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Roberto Cidade (PV), foi à luta para impedir o fogaréu que polui o ambiente.

Entrou em contato com o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Antônio Ademir Stroski e solicitou que ele tome providências.

Deputado pediu providências à Semmas 

Fumacê

De acordo com a denúncia, todos os dias, em uma área cedida à Paróquia Santa Rita de Cássia, entre a Avenida Dublin e a Rua Kampala, no bairro Campos Elíseos, são registradas queimadas no local. Disse Cidade, que o fumacê tem trazido incômodo aos moradores, além de ser prejudicial à saúde.

— A queima de lixo tem dispersado fumaça entre as casas vizinhas ao terreno, contribuindo para o agravamento de doenças respiratórias, problema que já estamos enfrentando por conta da pandemia e do período de chuvas em nossa região.

Escola do Consumidor

No Dia Internacional do Consumidor, nesta segunda-feira (15),a Assembleia Legislativa inaugurou a 1ª Escola do Consumidor da Região Norte.

Conheça seus direitos

Para o presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, deputado estadual João Luiz (Republicanos), a  escola é mais um mecanismo que irá contribuir para que o consumidor conheça e cobre os seus direitos.

— Hoje é um dia de luta, que será marcado no Amazonas pelo pioneirismo da Assembleia Legislativa do Amazonas – ,disse JL.

ÚLTIMA HORA

O youtuber e empresário Felipe Neto informou nesta segunda-feira (15) que recebeu uma intimação da polícia para prestar depoimento por ter chamado Jair Bolsonaro de "genocida". Pelo Twitter, Felipe Neto disse que a intimação é uma "clara tentativa de silenciamento".

— Eles querem que eu tenha medo, que eu tema o poder dos governantes. Já disse e repito: um governo deve temer seu povo, NUNCA o contrário. Carlos Bolsonaro, vc não me assusta com seu autoritarismo. Não vai me calar –, afirmou o youtuber.

ORGULHO

Governadores do Nordeste conseguiram comprar 37 milhões de doses da vacina russa Sputnik e pagar bem menos que o governo federal. Eles agiram rápido, ainda no ano passado, para reservar as doses. Por isso, a mesma vacina para o Consórcio Nordeste saiu US$ 9,95 por dose, contra os US$ 13 pagos pelo Ministério da Saúde – que demorou para fazer o pedido e também só conseguiu garantir 10 milhões de doses do imunizante russo. Mesmo sem ter autorização da legislação brasileira, na época – para compras que não passassem pelo Ministério da Saúde – o então presidente do Consórcio Nordeste, o governador Rui Costa, assinou em 2020 o memorando de compra para 50 milhões de doses. or sorte, este ano a legislação mudou com a decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal e a sanção da lei que agora permite a compra descentralizada, pelos estados.

VERGONHA

A histórica bicicleta de Pelé no Maracanã: nem ele quer a mudança do nome do estádio

Uma ação inusitada e um quanto polêmica: o estádio Maracanã, palco de grandes jogos de futebol, incluindo a fatídica derrota da Seleção Canarinho para a Celeste Olímpica em 1950, terá seu nome oficial mudado. Isso porque a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou projeto de lei autorizando a alteração. O Maracanã deixará de ser Estádio Jornalista Mário Filho e passará a se chamar estádio Edson Arantes do Nascimento – Rei Pelé. O projeto, que ainda irá à sanção do governador em exercício Cláudio Castro, dará o nome de Mário Filho, jornalista que idealizou a campanha para a construção do Maracanã, ao complexo esportivo, que engloba ainda o Ginásio Maracanãzinho e o Estádio de Atletismo Célio de Barros. A que tudo indica, nem o próprio rei Pelé aprova a mudança.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.