BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Carta ao presidente – Omar desafia Bolsonaro, que segue sem desmentir denúncias há 13 dias


O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM) enviou uma carta a Jair Bolsonaro (sem partido) pra que o presidente responda se o deputado Luis Miranda está falando a verdade ou está mentindo.

Segundo o deputado, o presidente foi alertado sobre o suposto esquema de corrupção na compra da  vacina Covaxin, que teria sido articulado por Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo Bolsonaro na Câmara.

A carta foi protocolada na tarde desta quinta-feira (8) no Palácio do Planalto. No texto, Aziz diz ao presidente Jair Bolsonaro que só ele pode retirar o "peso terrível" dos ombros do deputado Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo apontado como envolvido na aquisição irregular de vacinas. O anúncio de que a carta seria enviada foi feito de manhã pelo presidente da CPI. Além do presidente, a carta é assinada pelo vice-presidente Randolfe Rodrigues e o relator Renan Calheiros.

“Solicitamos, em caráter de urgência, diante da gravidade das imputações feitas a uma figura central desta administração, que Vossa Excelência desminta ou confirme o teor das declarações do deputado Luis Miranda”, pedem os senadores.

Ofensas no cercadinho

Na saída do Palácio do Alvorada, Jair Bolsonaro acusou Omar Aziz de desvio de R$ 260 milhões no Amazonas. E atacou também o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL).

Bateu levou

Durante um intervalo no depoimento de Franciele Fantinato, nesta quarta-feira, 8, Omar aproveitou para rebater críticas feitas sobre ele pelo presidente Jair Bolsonaro.

O presidente da República, como de costume, passou 50 minutos no cercado que ele continua usando para assacar contra a honra dos outros.

Forma vil

Para Aziz, esta é  uma “ forma vil” de atacar a CPI.

— Ele  me coloca como se eu tivesse desviado R$ 160 milhões. Eu não sei onde ele viu isso –, declarou Omar Aziz.

Nunca fui réu

O senador desafiou o Presidente a procurar um processo em que ele, Omar. seja réu ou denunciado.

— Vossa excelência já nem precisa procurar, o senhor já mandou seus agentes vasculhares a minha vida toda. Eu não tenho dúvida disso –, deduziu.

Responda, presidente!

Omar disse ainda que Bolsonaro  passa 50 minutos querendo desqualificar a CPI, mas na responde se os irmão Miranda estão mentindo.

— É só uma resposta presidente. Diga que o deputado Luis Miranda é um mentiroso, diga que seu líder na Câmara (Ricardo Barros) é um homem honesto. Vossa excelência está perdendo a oportunidade.

12 dias e nada

Omar lembrou que ontem completaram doze dias que o presidente silenciou sobre as acusação do deputado Miranda.

— Mas, diariamente, no habitat dele, no cercadinho, ele fala à nação de uma forma a assacar contra todo mundo – disparou o presidente da CPI.

Não vai parar a CPI

Aziz aproveitou ainda a ocasião para mandar mais um recado a  Bolsonaro.

—  Presidente, não é o senhor que vai parar essa CPI. A CPI vai se aprofundar. Não tenho uma linha para falar sobre vossa excelência de genocídio, rachadinha, mas lhe acuso de ser contra a ciência, isso tá claro. Lhe acuso de tentar desqualificar as vacinas que estão salvando vidas, porque isso é verdade.

Bode na sala

Para o ministro Paulo Guedes, a ZFM é responsável por todos os males do Brasil. Se acabar a ZFM, para ele, está tudo resolvido.

— Aí ele vive botando bode na sala, aí a gente vai lá e tira o bode da sala e ele volta e bota outro,

A comparação foi feita pelo deputado Serafim Corrêa (PSB) reagindo à proposta do ministro da Economia de corte nas corte das isenções fiscais para xarope de refrigerantes produzidos no Polo Industrial.

Não levem flores

Diante da ameaça, Sarafa disse que é preciso reagir. O parlamentar observou que uma mudança desse nível não ocorre sem o conhecimento do presidente da República. E lembrou que o “mais cômico” nessa história é que no próximo dia 16 de julho o presidente da República virá a Manaus.

— Ele vem inaugurar uma obra feita com recursos liberados na época que a presidente do Brasil era a Dilma Rousseff. Quer dizer, ele vem fazer caridade com o chapéu alheio e eu só espero que ele não seja recebido aqui com flores.

Tecnologia de segurança

O governador Wilson Lima lançou, nesta quinta-feira (08/07), o programa Amazonas Mais Seguro. No total serão investidos R$ 280 milhões para a implantação de um sistema inédito de câmeras inteligentes e concurso público para as forças de Segurança com 2.525 vagas.

Turismo na floresta

Apesar das dificuldades impostas pela pandemia ao setor de turismo, um total de 95,17 % dos turistas que visitaram o Amazonas em 2020 recomendariam o Estado como destino a outros visitantes.

É o que revela pesquisa Movimentação e Caracterização dos Turistas do Amazonas 2020, realizada pela Amazonastur.

Concurso terá 2,5 mil vagas para segurança pública 

Paraíso da pesca

Ao longo de 2020, o Amazonas recebeu a visita de 343.530 turistas nacionais e internacionais. A prática da pesca esportiva é dos atrativos.

Isenção de IPVA

Já se encontra em tramitação na Assembleia Legislativa, projeto de lei que isenta de IPVA e ICMS veículos automotores de  autoescolas. O Projeto visa incentivar as empresas reduzindo o custo operacional das autoescolas e beneficiando a população, justifica o deputado Dr. Gomes (PSC), autor da proposta.

ÚLTIMA HORA

Bolsonaro volta a ameaça que pode não haver eleição em 2022

O presidente Jair Bolsonaro (no traço de Ivan Cabral)  fez nesta quinta-feira (8) novas ameaças em relação ao pleito do ano que vem, quando ele deve disputar a reeleição ao Palácio do Planalto.

— Eleições no ano que vem serão limpas. Ou fazemos eleições limpas no Brasil ou não temos eleições –, declarou a apoiadores, em frente ao Palácio da Alvorada. A fala foi transmitida por um site bolsonarista. Bolsonaro tem feito recorrentes afirmações falsas sobre as eleições no Brasil, com acusações infundadas de que pleitos passados foram fraudados e que ele só será derrotado em 2022 caso haja irregularidade semelhante. No entanto, pesquisas recentes apontam o favoritismo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A principal estratégia do presidente é questionar a segurança das urnas eletrônicas, sistema usado desde 1996 e considerado eficiente e confiável por autoridades e especialistas no país. O próprio Bolsonaro foi eleito para o Legislativo usando o sistema em diferentes ocasiões, assim como venceu o pleito para o Palácio do Planalto em 2018 da mesma forma.

ORGULHO

Gradtidão: Omar recebe flores da neta de Portinari, Maria Edina

O  presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), recebeu, nesta quinta-feira (8/7), flores da nora do pintor Candido Portinari, advogada Maria Edina Portinari. O senador Humberto Costa (PT-PE) foi o portador .

Costa disse que Maria Edina, que perdeu a mãe por Covid-19, pediu que entregasse as flores ao presidente da CPI.

“ Em memória de minha mãe, Helena, levada pela Covid-19 em 20 de dezembro. Em memória do irmão de Vossa Excelência - Walid -, também arrastado pela pandemia. Em memória das 530 mil vítimas do negacionismo e em respeito à dor de suas famílias. Receba meu apoio, meu respeito e meus agradecimentos pela atuação de Vossa Excelência na CPI da Covid. Não esmoreça, Senador Omar, o povo brasileiro merece a verdade." Maria Edna termina citando seu sogro, o grande pintor Candido Portinari (1903-1962): “Somos como mourões de cerca, só permanecemos em pé porque estamos ligados uns aos outros”.

VERGONHA

O ministro Onyx Lorenzoni sabia do dossiê e nada fez

Os irmãos Luis Claudio e Luis Ricardo Miranda entregaram um dossiê com informações sobre tratativas no Ministério da Saúde para a compra de vacina ao ministro Onyx Lorenzoni, que não entregou ao presidente Bolsonaro e nehuma providência tomou e relação às graves denúncias. Os documentos,que já estão em poder da CPI,  ainda não tinham sido analisados pela cúpula da Comissão até a tarde desta quinta, e nem disponibilizados aos demais senadores.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.