BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Bolsonaro diz que está fora das eleições, mas muitos usam seu nome


O presidente Jair Bolsonaro disse na manhã do dia 02 de junho, uma terça-feira, que não pretende apoiar candidatos a prefeitos nas eleições municipais deste ano, “em lugar nenhum”.

No entanto, aqui em Manaus, o pré-candidato a prefeito deputado federal capitão Alberto Neto (Republicanos) jura de pés juntos que tem o apoio de Bolsonaro, caso passe para o segundo turno. Resta saber se o capitão de lá autorizou o capitão daqui a usar seu nome na propaganda antecipada à eleição de 15 de novembro.

Para justificar que quer distância das eleições municipais, o capitão justificou dizendo que tem "muito trabalho" em Brasília para se meter em política neste ano.

— Não pretendo apoiar prefeito em lugar nenhum. Não pretendo, deixar bem claro. Não tenho partido, para exatamente não se meter em política esse ano. Tenho muito trabalho aqui em Brasília para estar entrando em eleições municipais”, descartou o presidente.

Guerra na caserna

Quem não gostou nadica de nada de saber que a dupla capitão-capitão estão conspirando na calada de Brasília, foi  um outro militar: o coronel Alfredo Menezes.

Logo, essa eleição vai ser uma guerra na caserna pelo apoio de Bolsonaro. São um coronel e um capitão brigando pelo apoio do capitão, que tem a maior “patente”,  ser o presidente.

Racha na Direita

Acontece que Alberto Neto se vangloria dizendo que é o legítimo representante da direitona e que é Bolsonaro “desde pequenininho”.

O compadre é meu

Menezes vai mais além ainda. Ele diz que é “compadre do homem” e o único líder da direita.

— Até porque a direita deles não é a minha direita –, costuma dizer.

Não se espantem se, de uma hora pra outra, o coronel Menezes decidir lançar a “Direita do B”.

Reforço no front

Para enfrentar o capitão Alberto Neto, o coronel  Alfredo Menezes já pediu reforço de um general. E anunciou que o vice-presidente  Hamilton Mourão (PRTB), virá à Manaus para anunciar  apoio à sua candidatura. O problema é que não combinaram isso com o general e sua assessoria não confirmou sua agenda na região do conflito, Manaus.

Mais candidatos

Quem também ostenta fotos e elogios a Bolsonaro em suas redes sociais são Chico Preto e Josué Neto. Ou seja, na prática, o presidente está em no mínimo quatro campanhas para Prefeito de Manaus.

Conta de luz dá choque

A grita contra o aumento nas contas de luz da Amazonas Energia é geral. Depois dos deputados João Luiz e Álvaro Camelo cobrarem uma explicação da companhia, ontem, foi a vez do deputado Serafim Corrêa (PSB) arregaçar o que ele chamou de maus tratos ao consumidor.

Grosseria

O líder do PSB disse que são muitas as reclamações de clientes, em Manaus, que se queixam do aumento exagerado nas contas de energia elétrica, durante a pandemia. Além da “forma grosseira como vêm sendo tratados pelo atendimento da empresa”.

Paga e não bufa

Serafim relatou que quando o usuário do serviço liga para a Amazonas Energia para reclamar da alta cobrança na conta de luz, ainda é maltratado.

—  A empresa diz que já mandou analisar – sem que nenhum técnico tenha aparecido na casa do reclamante para fazer uma avaliação – E fica por isso mesmo, o usuário tem que pagar ou terá a conta cortada.

Telefone na cara

O deputado denunciou que, nesses casos, a resposta é a mesma

— O senhor consumiu isso mesmo e tem mais é que pagar. E batem  o telefone na cara das pessoas”.

Sarafa advertiu que “não é assim que se trata o cliente. Tem que tratar com educação, com respeito e  solucionar.

Conta de R$ 1.700,00

Para Sarafa  não tem sentido uma conta que custava R$ 500,00 aumentar para R$ 1.000,00 e depois para R$ 1.500,00, R$ 1.700,00.

— Então, alguma coisa tem de errado e são muitas as reclamações. A Amazonas Energia é devedora não só de um serviço melhor, mas de um atendimento ao público civilizado –, cobrou Serafim.

Não passará

Falando em conta de luz, o deputado estadual João Luiz (Republicanos) convocou a população amazonense, na manhã desta quarta-feira (2), a participar da consulta pública da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para barrar o aumento na conta de luz.

Reajuste de 8,5%

A proposta da Amazonas Energia é de  reajuste médio de 8,5% na tarifa de energia do Estado.

— A proposta de reajuste ficará sob consulta até o dia 9 de outubro no site da Aneel – avisa JL.

Boca no trombone

Para o parlamentar, a opinião dos consumidores amazonenses em relação à prestação de serviços da empresa vai contribuir, e muito, para barrar o aumento das contas de energia.

O 8º voto

O ministro amazonense, Mauro Campbell deu o oitavo voto, na Corte Especial do STJ, pelo afastamento de Wilson Witzel do governo do Rio de Janeiro.

Em seu voto, Campbell disse que a medida impede que Witzel libere recursos para grupos suspeitos de pagar propina em troca de contratos.

Mauro no TSE

A propósito, o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, deu as boas-vindas a Mauro, que tomou posse como  integrante efetivo e substituto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Atuação proba

Ele afirmou que  ser uma honra poder atravessar a jornada de realizar as Eleições Municipais de 2020 com os dois ministros em sua equipe.

— O ministro Mauro Campbell Marques muito nos honra com sua trajetória, como advogado, procurador de Justiça e, principalmente, por sua atuação proba e talentosa como ministro do STJ –, destacou o presidente do TSE.

Travados e esquecidos

O deputado Álvaro Campelo denunciou que aproximadamente 350 famílias aprovadas no auxílio emergencial do município de Carauari  estão impossibilitadas de receber o benefício. Isso porque tiveram suas contas digitais bloqueadas pela Caixa Econômica Federal (CEF).

Também somos Brasil

Segundo Álvaro, é impossível fazer o  desbloqueio dessas contas, uma vez que Carauari não possui agência da CEF.

— Imaginem a situação do povo mais carente, precisando desse benefício e não poder ter acesso, porque seus nomes estão bloqueados? –, questionou o parlamentar.

Caixa foi denunciada por travar auxílio emergencial no interior 

Com  o aval de Omar

O senador Omar Aziz (PSD-AM) foi o relator da  mensagem da Presidência da República (MSF 37/2020) que autoriza  contratação de crédito externo para dois  municípios:  Guarulhos (SP) e Parauapebas (PA).

O parecer de Omar foi lido pelo senador Major Olimpio (PSL-SP), favorável à matéria. Ambas as autorizações seguem agora para promulgação.

ÚLTIMA HORA

A população curitibana foi à sede do Ministério Público Federal no Paraná se “despedir” do ex-chefe da Lava Jato Deltan Dallagnol. Manifestantes levaram faixas e cartazes contra o procurador e a força-tarefa, denunciando os crimes cometidos pela operação e pela equipe da Lava Jato. Basta de mentiras, crimes e abusos da Lava Jato”, diziam algumas faixas que aparecem em fotos. Portando faixas e cartazes, os manifestantes contrários a Deltan Dallagnol protestaram em frente ao prédio do Ministério Público Federal do Paraná (MPF-PR), no centro da capital paranaense, atraindo a atenção de curiosos e transeuntes.

Muitos aplaudiam os manifestantes anti-Lava Jato. Os recados estampados nos banners, faixas e cartazes eram os seguintes: “Quem lucrou mais? Moro ou Deltan”; “Lava Jato causou prejuízos de R$ 142 bilhões à economia brasileira e milhões de desempregos”; “Basta de mentiras, crimes e abusos da Lava Jato” “Devolvam a soberania do Brasil; Fora FBI!” e “Força PGR. A Lava Jato não está acima da lei”

ORGULHO

O rapper Akon lançou a pedra fundamental de Wakanda, a cidade futurística de US $ 6 bilhões – R$ 32 bilhões – que ele vai construir no Senegal, país natal do artista. As informações são do portal SóNotíciaBoa. No lançamento, feito esta semana, foram divulgas as primeiras imagens da maquete da cidade (vídeo abaixo), que é inspirada na filme Pantera Negra, estrelado pelo ator Chadwik Boseman, que morreu no último fim de semana, aos 43 anos, vítima de câncer. Akon, de 47 anos, lançou a pedra fundamental da cidade na vila de Mbodiene, no Oceano Atlântico, cerca de 60 milhas ao sul de Dakar, capital do Senegal.

VERGONHA

Eleita rainha do carnaval de Belo Horizonte neste ano, a mineira Laís Lima foi víitma de injúria racial e denunciou o crime nesta terça-feira. Há uma semana ela recebeu uma mensagem em um aplicativo a convidando para um encontro. Ao ignorar o convite, ela conta ter sido agredida verbalmente: “Você é uma macaca, arrogante, idiota. Olha pra você, no máximo o que você serve é pra poder saciar o fetiche de alguém”, diziam as palavras do autor, que não foi identificado na mensagem. A polícia irá investigar o caso. A mudança de tom nas mensagens, que começaram com elogios à beleza da moça e pedidos para conhecê-la, veio após Laís não responder. Do outro lado do celular, estava um homem desconhecido, que, segundo a modelo, encontrou seu número na aba "contatos" em outra rede social

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.