BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Amazônia “sem comando e sem controle”, diz o general


Mesmo antes de assumir o recém-anunciado Conselho da Amazônia, o vice-presidente Hamilton Mourão, encarregado de comandá-lo, já admitiu que faltam hoje ao governo "comando e controle" e "coordenação" das políticas voltadas para a região.

—  Existe uma série de políticas desenvolvidas por diferentes ministérios que estão ligadas ao meio ambiente e à Amazônia. É uma tema transversal. Ele não pertence só ao Ministério do Meio Ambiente, não pertence só ao Ministério de Infraestrutura, não pertence só ao Ministério de Desenvolvimento Regional. A gente nota nitidamente que tem de ter um organismo que controle isso e coordene as atividades –, analisou o vice-presidente.

Passou por aqui

Bolsonaro convidou, mas Mourão ainda não bateu o martelo se vai aceitar o desafio. A escolha é correta porque o general já passou pelo Comando Militar da Amazônia (CMAV) e conhece a região. No entanto, ao menos até quarta-feira, 22, o general disse que ainda está "analisando a missão" dada a ele pelo presidente Jair Bolsonaro.

Amazônia lucrativa

Enquanto isso, no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça o diretor de pesquisa da Academia Brasileira de Ciências, Carlos Nobre, alertou que conservar a região é muito mais lucrativo do que substituir a floresta por monocultura ou pecuária.

Tema do século

Em entrevista à Globo News, Mourão disse que não tem a mínima dúvida que o meio ambiente é o tema central no século 21, “principalmente nesta terceira década".

Ruim na foto

Questionado sobre a imagem ruim que a política ambiental do Brasil tem atualmente no exterior, o vice-presidente afirmou que existe uma pressão internacional sobre o País.

No entanto,  o general admitiu que é parte do seu trabalho à frente do Conselho da Amazônia adotar ações que passem para fora a imagem de um País comprometido com a preservação do seu território em termos ambientais.

Não mandou tacar fogo

Isso  pelo fato de Bolsonaro ser "encarado por parcelas da inteligência mundial ou formadores de opinião" como alguém que não está não comprometido com a preservação ambiental.

— Mas  o presidente não deu ordem para tacar fogo na floresta nem fazer genocídio dos povos da floresta ם, respondeu.

Encolhendo Moro

Jair Bolsonaro admitiu pela primeira vez nesta quinta-feira 23 a possibilidade de esvaziar os poderes de Sergio Moro, hoje ministro da Justiça e da Segurança Pública.

Gente mais bolsonarista e parte da família também acha conveniente recriar a pasta, a fim de diminuir Moro, em termos políticos e talvez eleitorais.

'Superministro'.

Isso acontecerá se o presidente recriar a pasta da Segurança Pública, separadamente da Justiça, como era antes. A junção dos dois ministérios transformou Moro no que foi chamado de 'superministro'.

Belão já tem candidato

Ao ser sondado, neste quinta-feira, 23, sobre se já tem algum pré-candidato a prefeitura de Manaus, nas eleições de outubro, o deputado Belarmino Lins (PP), foi irônico, como de costume.

Belão já tem candidato 2

Mandou de volta um áudio onde um pastor diz que está mandando “Jesus Cristo para a sua casa”, pedindo para o áudio ser reenviado para mais 20 pessoas.

— Este é o meu candidato! –, escreveu Belão logo em seguida.

Abuso na gasolina

O Procon-AM multou, nesta quarta-feira (22/01), mais cinco postos de combustíveis  por cobrança abusiva.

Sobrou também para Itacoatiara.

No município vizinho,  o Procon ferrou quatro postos, também por conta do preço do combustível.

Combate aos tubarões

As ações de fiscalização em postos de combustíveis vão continuar.

Talvez assim a campanha venha a inibir o olho gordo dos tubarões dos combustíveis.

Tolerância religiosa

A liberdade e a tolerância religiosas dos estudantes da rede estadual serão pilares básicos do ano letivo de 2020, no Amazonas.

A partir de agora, a Seduc cumprirá as diretrizes da Lei nº 13.796, de 3 de janeiro de 2019, que visa apresentar alternativas à aplicação de provas e à frequência a aulas realizadas em dia de guarda religiosa.

Em nome da fé

Trocando em miúdos: a Lei assegura aos estudantes o direito de reposição de conteúdos e realização de provas e/ou trabalhos perdidos por motivos de exercício da liberdade de crença, mediante comprovação.

Até tu, Marquito?

O juiz do Departamento de Inquéritos Policiais (Dipo) do Fórum Criminal de São Paulo Fabio Pando de Matos decretou a quebra de sigilo bancário do ex-vereador Marco Antonio Ricciardelli (PTB), conhecido como Marquito, e de outras 45 pessoas em uma investigação sobre prática de "rachadinha".

A prática de "rachadinha" consiste na devolução, pelo servidor, de parte ou de todo o salário ao político que o contratou.

Homem do Ratinho

Marquito ficou conhecido como assistente de palco do Programa do Ratinho.

A quebra de sigilo é referente ao período de 12 de janeiro de 2013 a 31 de março de 2016 e alcança funcionários do gabinete de Marquito, que era suplente, e também servidores do titular do cargo, Celso Jatene (PTB).

À época, Jatene se afastou para assumir a Secretaria municipal de Esportes na gestão Fernando Haddad (PT).

Vetada Praça Marielle

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), vetou nesta quarta-feira (22) a lei que previa a criação de uma praça em homenagem a vereadora assassinada Marielle Franco.

O projeto que criava a praça foi apresentado pelo deputado distrital Fábio Felix, correligionário de Marielle no Psol.

Então, tá!

Na justificativa do veto, Ibaneis defendeu que não há interesse público na criação do espaço.

— Existe uma "tradição" no DF de homenagear pessoas que tenham servido diretamente à comunidade local – despachou o governador.

Zumbi e Leandro

Contudo, diferentemente do que diz o governador, a cidade tem vários monumentos homenageando personalidades brasileiras.

— É lamentável que uma defensora dos direitos humanos não tenha espaço na capital da República –, afirma Félix, citando a praça Zumbi de Palmares e a praça cantor Leandro, que fazia dupla com Leonardo.

EM ALTA

Mirem-se no exemplo em dois empresários de São Paulo. Desempregado geralmente não tem dinheiro sequer para pagar a passagem de ônibus. Pensando nisso, os donos da empresa CatMyPet decidiram dar uma ajuda de custo de transporte para quem vai fazer entrevista de emprego. A empresa oferece 20 reais junto com um bilhete de agradecimento que diz: “Ficamos muito felizes com seu interesse pela vaga. Sabemos que seu tempo é precioso e queremos contribuir com uma pequena ajuda de custo pelo transporte. ‘Obrigato'”.

EM BAIXA

De acordo com  relatório Time do Care (A hora de se Importar, na tradução literal) da ONG britânica Oxfam,  há hoje pouco mais do que 2 mil bilionários no mundo contra 4.6 bilhões de pessoas, digamos, menos privilegiadas.  Se não fosse suficiente, a fortuna dos 22 homens mais ricos é maior do que tudo que todas as mulheres no continente da África possuem. Estamos falando de 22 homens contra algo em torno de 660 milhões de mulheres.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.