Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Wilson Lima elogia postura de Luiz Castro e espanta crise no governo


A relação entre o governador Wilson Lima (PSC) e o secretário de Educação, Luiz Castro (Rede), não sofreu abalo, mesmo depois da greve de mais de um mês na rede estadual de ensino. Ao menos foi o que ambos demonstraram após três dias despachando em Parintins com o programa Amazonas Presente, que também passou por outros municípios do Baixo Amazonas com ações de várias pastas do governo.

Ainda na sexta-feira, 24/05, antes do retorno a Manaus, o governador Wilson Lima reuniu o secretariado para fazer um balanço do programa e ouvir os principais aliados. Entre eles, o secretário de educação Luiz Castro, que foi surpreendido com elogios do governador.

Nos bastidores comenta-se que Wilson Lima aproveitou o momento para fazer um “reconhecimento” ao secretário Luiz Castro e afastar qualquer sinal de crise no âmbito do governo. Isso porque vinha circulando na internet a informação de que o titular da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) poderia ser trocado.

Durante a reunião, Wilson agradeceu o secretário pela “responsabilidade com que conduziu a crise com os professores”. De frente para o secretário de Educação, disse que entende a dificuldade, mas que a sabedoria de Castro o ajudou a enfrentar o momento, mesmo sendo bombardeado de críticas.

O governador decidiu ir a Parintins com o programa Amazonas Presente em meio à greve dos professores, que terminou, oficialmente, apenas no sábado, 25/05. Ao falar para Castro, ele disse não ter medo dos desafios e das dificuldades e que vai permanecer trabalhando diante das adversidades. “Conto com você”, afirmou.

Ao final do encontro, Lima disse que pretende ir mais o interior e que confia na equipe para fazer o melhor pelo povo do interior.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.