BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Wilson inaugura novos leitos de UTI na maternidade Balbina Mestrinho


O governador Wilson Lima, nesta quinta-feira (25/03), inaugurou a nova Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIn) da maternidade Balbina Mestrinho, na zona sul. Com o novo espaço, o número de leitos está sendo ampliado, de 10 para 24, e a unidade vai mais que dobrar a capacidade de atendimento, passando de 143 para 360 bebês por mês.

A ampliação faz parte da reestruturação da rede materno-infantil do Estado contemplada no programa Saúde Amazonas, por meio do projeto “Renasce Amazonas – Maternidades”.

“Nós estamos aqui mais do que duplicando a oferta de atendimento àquelas crianças que nascem prematuras, com o objetivo de garantir maior atendimento neonatal e também materno, diminuindo um índice que ainda é muito preocupante aqui no estado do Amazonas, que é a mortalidade infantil”, disse o governador.

Wilson Lima destacou que, muito mais que leitos, o novo espaço dará melhor suporte à vida e proporcionará um menor tempo de permanência de bebês na UTI.

“Esse é um compromisso que o Governo do Estado do Amazonas tem nesse momento tão importante na vida de uma mulher, que é o parto. Então nós estamos trabalhando para dar dignidade a essas pessoas, para garantir toda a assistência necessária para que essas crianças nasçam saudáveis e que, também, a mãe tenha todo esse amparo na área de saúde que o Estado pode oferecer”, declarou.

As mães atendidas na unidade demonstram satisfação com a assistência prestada na unidade. “Eu agradeço pelo atendimento porque minha gravidez foi de alto risco. São gêmeos e, de verdade, a recuperação está sendo boa. Hoje vou sair com um e outro vai ficar, mas vai dar tudo certo”, contou Skarlia Patrícia.

Unidade vai mais que dobrar a capacidade de atendimento, de 143 para 360 bebês por mês

Parceria

A nova UTIn da maternidade Balbina Mestrinho é fruto de parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM); o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), que destinou os recursos; e a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra), responsável pela obra.

O espaço conta com um posto de enfermagem, sistema de climatização revitalizado, vestiários, banheiros, recepção e salas para coleta de leite, esterilização e conforto médico. Também ganhou equipamentos novos e mais modernos, mobiliário e camas novas e teve o quadro de recursos humanos ampliado.

Alta complexidade

Os novos leitos na UTI neonatal da Balbina Mestrinho asseguram assistência de alta complexidade aos bebês que nascem prematuros na capital e no interior. “O Balbina Mestrinho é uma unidade de referência na área principalmente de partos prematuros e de alto risco. A gente tem uma deficiência nessa área, histórica, de décadas, nós estamos resgatando isso, dando melhores condições à rede”, ressaltou o secretário da SES-AM, Marcellus Campêlo.

Com a modernização, a Balbina Mestrinho migra de unidade de médio para longo porte. “A Secretaria de Estado de Saúde está investindo em equipamentos com uma tecnologia melhor e, com isso, diminui o tempo de permanência dos bebês aqui. Há também um investimento em recursos humanos, nas equipes, enfim, a sociedade amazonense ganha, porque hoje a alta complexidade, que é uma necessidade vigente, vai ter uma melhor atenção especializada”, disse a diretora da maternidade, Rafaela Faria.

A nova UTIn está inserida no projeto de revitalização do complexo  neonatal da Balbina Mestrinho, composto por UTIs e Unidades de Cuidados Intermediários (UCIs). Em novembro de 2020, quando foi entregue pelo governador Wilson Lima, a UCI Neonatal Convencional (Ucinco) teve uma ampliação de 140%, saindo de 20 para 48 leitos nos dois setores.

O FPS fez um aporte de R$ 1,6 milhão para as três etapas do projeto. “Nós sabemos que a saúde tem sido o maior projeto, é o projeto prioritário do Governo. Com isso, o Fundo entrou nessa parceria com a SES, para que nós pudéssemos financiar esse projeto para que essa obra fosse concluída”, disse a secretária executiva do FPS, Kathelen Santos.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.