BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Wilson anuncia que Estado ampliará apoio à produção local de borracha


O governador Wilson Lima foi conhecer de perto o projeto da multinacional francesa que vai ampliar a produção de pneus no Polo Industrial de Manaus (PIM). A visita à fábrica Neotec, da Michelin, localizada na AM-010, foi realizada na manhã desta quinta-feira (30). Acompanhado do superintendente da Zona Franca de Manaus, Alfredo Menezes, o governador disse aos investidores que o Estado já trabalha para incentivar a cadeia de produção da borracha no Amazonas.

“A empresa tem o plano de dobrar, até 2024, a aquisição de matéria-prima e a contratação de mão de obra para a indústria local. Isso é muito bom para o Amazonas, porque além de ampliar a oferta de vagas de empregos diretos, nós temos a chance de alavancar a produção da borracha local e gerar emprego e renda para muitos produtores”, afirmou Wilson Lima, que visitou a fábrica também acompanhado de secretários estaduais.

O presidente da Michelin para a América Latina, Nour Bouhassum, apresentou ao governador o plano de trabalho para aumentar em 100% a aquisição de borracha natural nos próximos dois anos. A ideia é abrir pelo menos mais 300 vagas de empregos diretos e outros 900 indiretos. Em 2019, o grupo já empregava 900 trabalhadores de forma direta e mais de 2.500 indiretamente, segundo dados da multinacional.

“O grupo pretende aumentar as exportações para o mercado nacional e países da América do Sul, além do México. Nós, enquanto Governo do Amazonas, já estamos trabalhando para esse novo momento. Imagine quantos produtores não querem se dedicar a essa atividade, mas não conseguem apoio? É aí que nós entramos, vamos apoiar aquele pequeno extrativista e vamos incentivar a produção. Ano passado nós pagamos, por meio da ADS, a subvenção da borracha, que estava atrasada e colocamos em dia. Tenho certeza de que estamos diante de um marco na história da cadeia produtiva da borracha no Amazonas”, afirmou Wilson Lima.

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Produção Rural (Sepror), Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável (Idam), Agência de Fomento do Estado (Afeam) e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), já trabalha no fortalecimento da cadeia produtiva da borracha no Amazonas. As ações do Estado incluem a abertura de linha de microcréditos, adoção de novas tecnologias, assistência técnica e treinamento, além de visitas aos centros de produção.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.