BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Wilson anuncia criação de Central de Segurança Alimentar


O governador Wilson Lima anunciou, nesta terça-feira (03/11), a criação de uma central de distribuição de alimentos para apoiar o trabalho do Governo do Amazonas junto às famílias em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar. O anúncio foi feito na sede da Secretaria de Produção Rural (Sepror), no bairro Japiim, zona sul de Manaus, durante a assinatura da lei que instituiu o Programa Estadual de Combate e Prevenção ao Desperdício e à Perda de Alimentos.

No evento, o governador reforçou o compromisso em ampliar a parceria entre o Estado e as instituições sociais que atuam para reduzir a insegurança nutricional no Amazonas.

“O Estado do Amazonas vai criar a sua Central de Segurança Alimentar, a sua central de distribuição de alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade social. O dinheiro, que é do Governo do Federal, já está em conta para que a gente possa fazer as implementações. Nos próximos meses começa o processo licitatório, a gente já vai providenciar terreno, caminhões, câmaras frigoríficas, e esse espaço servirá também para armazenagem desse produto, para seleção desse alimento e, consequentemente, a sua distribuição”, afirmou Wilson Lima.

Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), 54% do desperdício de alimentos no mundo ocorre na fase inicial da produção, enquanto os outros 46% ocorrem nas etapas de processamento, distribuição e consumo.

O Programa Estadual de Combate e Prevenção ao Desperdício e à Perda de Alimentos, que na prática existe desde março de 2019, já arrecadou aproximadamente 100 toneladas de alimentos em quatro feiras da capital, beneficiando 70 mil famílias.

“Com a lei agora sancionada pelo governador Wilson Lima, nós teremos segurança jurídica para que não só os feirantes da capital possam fazer a doação, mas também para que supermercados, mercadinhos e aquelas pessoas jurídicas que trabalham com alimentos possam também buscar o nosso programa e assim ajudar aquelas pessoas que mais precisam”, destacou o secretário de Produção Rural, Petrucio Magalhães Jr.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.