BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Wilson anuncia ampliação de cirurgias cardíacas


O governador Wilson Lima anunciou, nesta sexta-feira (20/12), parceria com o Hospital da Criança de São José do Rio Preto e a Fundação Children’s HeartLink para realização de cirurgias cardíacas de pacientes do Amazonas e, ainda, a abertura de novo chamamento público para oferecer mais procedimentos em parceria com a iniciativa privada. Ele também reafirmou que o Hospital Francisca Mendes está abastecido e que, só nesta semana, realizou cinco cirurgias e, na área de Hemodinâmica, 30 procedimentos de cardiologia e neurologia.

Somente nesta sexta-feira, estão sendo feitos 10 cateterismos no Francisca Mendes, que mantém três salas cirúrgicas funcionando, além de estar abastecido com medicamentos e insumos necessários à realização de procedimentos. “As máquinas de hemodinâmica estão funcionando e nós estamos comprando, neste momento, mais insumos para realização de procedimentos cirúrgicos, inclusive ecocardiograma”, disse Wilson Lima, ao destacar que o investimento é de R$ 1 milhão proveniente de recursos oriundos de decisão judicial e que foram desbloqueados pela Justiça para esse fim.

“Vamos iniciar processo de chamamento público para realização de cirurgias cardíacas junto à iniciativa privada e já temos parceria com o Hospital de São José do Rio Preto, em parceria com a Fundação Children’s HeartLink, que vai operar quatro pacientes do Amazonas por dia. Nesse momento os médicos do Francisca Mendes estão avaliando o quadro clínico dos pacientes, que deverão embarcar para São Paulo e o Estado vai custear esse deslocamento, através do TFD (Tratamento Fora de Domicílio)”, detalhou Wilson Lima.

Mudanças no Francisca Mendes

O governador ressaltou também que em janeiro de 2019 iniciou, em conjunto com os Ministérios Públicos do Estado e Federal e com o Tribunal de Contas do Estado (TCE), a discussão da gestão do Francisca Mendes.

“No início do ano a Justiça determinou que o Estado destratasse com a Unisol (fundação que administra o hospital). E aí nós começamos a discutir com os órgãos de controle qual modelo que nós iriamos implantar no Hospital Francisca Mendes. Durante os últimos seis meses começamos a montar essa estratégia e no final de novembro decidimos, junto com os órgãos de controle, prorrogar o contrato da Unisol por mais seis meses, com um período de transição. Então, desde o dia 4 de dezembro há uma gestão compartilhada no Francisca Mendes, com a intervenção da Susam”.

Wilson Lima ressaltou que todas as medidas tomadas até agora tem permitido que o hospital realize os atendimentos e que o Estado mantenha a taxa de mortalidade abaixo da média nacional, que é de 21% e, no Amazonas, de 12%.

“Temos trabalhado muito para diminuir os números negativos da saúde. Havia 90% de desabastecimento quando assumimos o governo. Hoje temos mais de 50% de abastecimento na central de medicamentos. No interior as cirurgias voltaram a ser realizadas. Tem interior onde não eram realizados partos porque as salas cirúrgicas não apresentavam condições para isso. Nós investimos e diminuímos as filas de espera para realização de cirurgias e exames. Estamos reformulando toda a estrutura da saúde no Estado do Amazonas, principalmente a contratação de pessoal. Só para terem uma ideia, em 2019, pagamos 12 competências de salários para os médicos das empresas terceirizadas, o que não tenho conhecimento de ter acontecido em outros governos”, frisou.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.