BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Ufam notifica alunos investigados por fraudar sistema de cotas


A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) publicou no site oficial da instituição  um comunicado pedindo para que 35 alunos entrem em contato  de forma urgente com a Pró-Reitoria de Ensino de Graduação (Proeg) para "tratar de assunto de interesses deles".

De acordo com a assessoria de comunicaçao da Ufam, alguns alunos da lista precisam resolver situações pendentes em relação a seus estágios, enquanto outros estudantes citados estão sendo comunicados oficialmente de um processo de investigação em curso na instituição sobre o sistema de cotas. Segundo a universidade, "eles precisam ter ciência que o processo está correndo. Não é fase decisória".

Em 2018, um levantamento do jornal ‘O Estado de São Paulo’ mostrou que 72% das denúncias de fraude nas matrículas de estudantes no sistema de cotas raciais, da Região Norte, partiram de Manaus. No Brasil, 1/3 das universidades federais abriram sindicância para apurar as denúncias, a maioria já teve a matrícula indeferida, mas parte conseguiu retornar aos estudos por liminares, contrariando as decisões administrativas.

Em 2020, como mostrou o Blog do Mário Adolfo, vazaram nas redes sociais fotos e até mesmo o número de matrículas de alunos e que se autodeclaravam em alguma das opções do sistema de cotas. São alunos de vários cursos, mas, principalmente de Direito e Medicina, e que acabaram sendo acusados de não respeitar o sistema de cotas.

Segundo a professora Elizangela de Almeida Silva, a Comissão de Heteroidentificação se reunirá para tomar uma decisão. "O posicionamento oficial será feito depois que analisarmos as denúncias, com  as Bancas de Heteroidentificação. A partir disso é que há uma decisão sobre quem realmente fraudou ou não. Aí sim chegaremos às medidas cabíveis", explicou a professora Zanza, da Comissão de Heteroidentificação e do Conselho Universitário (Consuni).

Investigação está em curso e alunos podem ser expulsos caso fraudes sejam comprovadas
Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.