BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

UEA retoma atividades acadêmicas de forma não presencial


A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) divulgou a programação das unidades da capital e do interior para a retomada das aulas de forma não presencial com uso de tecnologias digitais educacionais na próxima segunda-feira (03/08). É necessário que o estudante fique atento quanto aos horários e as plataformas que irão transmitir os conteúdos pedagógicos, além dos serviços que irão funcionar por agendamento.

Como serão as aulas – Em todas as escolas, centros e núcleos serão utilizadas diferentes plataformas digitais para a transmissão dos conteúdos durante o período de agosto a outubro de 2020, conforme o plano de retomada seguro das atividades acadêmicas.

“As aulas serão não presenciais com o uso das tecnologias digitais, ou seja, o estudante que tiver acesso a um computador, tablet ou smartphone pode acessar a aula de casa. Caso contrário, poderá procurar, de forma agendada, a sua unidade e ter acesso ao Plano de Estudo da sua disciplina e baixar as aulas gravadas no Google Drive, os textos e levá-los para casa”, explicou a pró-reitora de Ensino de Graduação da UEA, Kelly Christiane de Souza.

Kelly enfatiza ainda que, a partir do dia 3 de outubro, a previsão é que voltem as atividades presenciais para as disciplinas práticas e de laboratório.

Interior – Assim como na capital, todas as unidades da UEA no interior do Amazonas estão prontas para retomar as atividades acadêmicas utilizando as tecnologias digitais educacionais na próxima segunda-feira (03/08). De acordo com a pró-reitora de Interiorização (Proint/UEA), Samara Menezes, os conteúdos pedagógicos estarão disponíveis pelas plataformas do YouTube, IPTV, Google Meet e Whatsapp e, também, pelos emails individuais de cada estudante.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.