Calendário

outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Torcedores rezam Ladainha com Garantido nos braços de São João

Parintins (AM) – A força do Boi Bumbá de Parintins, a 369 quilômetros de Manaus, já fez empresas mudarem as cores de embalagens de seus produtos e as cores oficiais de identificação ao público, são casos como a Coca-Cola, o banco Bradesco e a cerveja Brahma, dentre outros.

Neste final de semana, a paixão pelo Boi de Pano levou os responsáveis pela produção da tradicional Ladainha em homenagem a São João Batista, promessa do criador do Garantido, Lindolfo Monteverde, inovarem a capa do livreto da novena. No lugar do cordeiro, nos braços do Santo, aparece o Boi do Coração na testa.

Imagens da capa do livreto foram reproduzidas e postadas em grupos de WhatsApp por torcedores que se preparam para participar da celebração. Foram muitas as reações. A cantora Léa Costa resumiu que “nosso boi é tradição”, para afirmar o seu apoio a inovação.

A iniciativa é dos colaboradores que apoiam a família Monteverde na manutenção da tradição da reza deixada por Mestre Lindolfo. A professora Elizabeth Reis, que compõe um grupo de colaboradores da programação, considera importante manter a tradição e chama os torcedores e todos que compõem o coletivo do Boi da Baixa de São José a “valorizarem o legado de Lindolfo, aquilo que está em torno do Boi de Arena. O Garantido é o Boi da Promessa e pela Fé chegamos à vitória no festival”.

A novena começa às 19h30min, no antigo Curral da Baixa de São José. Um dos pontos tradicionais que os fiéis vermelhos fazem questão de manter na programação é o canto da Ladainha em Latim. “Não só a Ladainha, mas temos o Oferecimento cantado pelos antigos cantadores da celebração religiosa prometida por Lindolfo Monteverde a São João Batista”, lembra a professora.

Nos braços de São João

Para Elizabeth Reis, “São João deveria estar mais presente na vida do Garantido, por isso consideramos importante pedir licença do cordeirinho para dar espaço ao nosso boi para que ele venha nos braços de São João”. Descontraindo, ela diz que “se o garantido já existisse à época de São João Batista, o santo não ia carregar um cordeirinho, escolheria um garantidinho todo branquinho, com um coração na testa, tão belo, para carregar nos braços”.

Membro e uma família tradicional, torcedora do Boi Garantido, Beth concedeu entrevista ao lado de duas irmãs, Cândida e Silvia. Diante da inovação preparada para os celebrantes e participantes da Ladainha que acontece nesta noite de domingo, Silvia lembra um tradicional da Baixa: “fazendo inveja pro povo contrário de azul!”, cantou.

Após a celebração da Ladainha, o Boi Garantido sai às ruas para dançar ao redor das fogueiras. É a última saída do bumbá pelas ruas do reduto vermelho, antes de sua apresentação na disputa com o Caprichoso, na arena do Bumbódromo, nas noites de 29 e 30 de junho e 1º de julho, próximo final de semana.

Texto: Floriano Lins 

Deixe uma resposta