BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Terceira noite da “Operação pela Vida” em Manaus teve 20 detidos e 14 veículos apreendidos


Em Manaus, 20 pessoas foram detidas, entre a noite de ontem (16/01) e madrugada de hoje (17/01), por descumprirem a ordem que restringe a circulação de pessoas. No terceiro dia seguido de fiscalizações, as forças de segurança pública do Amazonas também apreenderam 14 veículos. Em todo o estado, a circulação nas ruas está restrita entre 19h e 6h.

O secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Louismar Bonates, pediu que a população continue ajudando a polícia no trabalho de fiscalização. “Nós recebemos algumas denúncias de locais que estavam abertos e vamos ao endereço verificar”, disse.

Em uma das ocorrências, cinco indivíduos foram detidos nas proximidades de um bar, na rua Ramos Ferreira, Centro. Os detidos desta noite e madrugada foram conduzidos à Delegacia-Geral da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), onde assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por infração de medida sanitária preventiva.

Nove veículos e cinco motocicletas foram apreendidos 

Trânsito - O Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot), do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), apreendeu nove carros e cinco motocicletas. Os veículos foram recolhidos ao parqueamento do órgão por infração de trânsito e descumprimento do decreto. Durante a ação integrada, três pessoas foram flagradas dirigindo alcoolizadas.

“Nós detectamos algumas ocorrências de carros irregulares, motos irregulares, e alguns motoristas inclusive dirigindo embriagados, o que é um absurdo. Mas a polícia está nas ruas para coibir esses problemas e fazer com que o decreto seja cumprido em prol da saúde de todos nós”, disse o secretário de Segurança.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.