Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

O Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) determinou que o Governo do Estado explique a sobreposição de obras públicas e desperdício de dinheiro público causado pela execução de obras de infraestrutura na cidade nos mesmos locais onde a Prefeitura de Manaus já executou os serviços. O despacho da presidente do TCE, Yara Amazônia Lins Rodrigues dos Santos, publicado nesta quinta-feira, 30/8, no Diário Eletrônico do órgão, atende a representação da Prefeitura de Manaus, pedindo que o Estado se abstenha de realizar obras onde a prefeitura já realizou ou está realizando o serviço para evitar desperdício de recursos.

“Não quero impedir a que o Estado realize obras, muito ao contrário, o Estado tem obrigação de fazer isso, uma vez que grande parte de sua arrecadação é feita em Manaus e nada mais justo que esse dinheiro seja investido aqui, para melhorar a vida das pessoas. Mas, não é saudável, muito menos em um momento em que ainda não superamos totalmente a crise econômica, que desperdicemos recursos em duplicidade de obras, por mera picuinha”, afirmou o prefeito.

As secretarias estaduais de Desenvolvimento da Região Metropolitana (SRMM) e Infraestrutura (Seinfra) têm cinco dias para explicar ao TCE sobre as ações realizadas em locais já atendidos pela Prefeitura de Manaus, com o Plano de Obras de Verão. A petição formulada pelo Município foi acolhida pelo TCE, com despacho.

“Todos os esforços e recursos destinados a melhorar a vida dos moradores de Manaus são bem-vindos e necessários. No entanto, não podemos permitir o desperdício de dinheiro público, com a sobreposição de obras, ou seja, que o Estado refaça obras já realizadas pelo município, quando pode e deve investir esses recursos e esforços em outros locais necessitados”, explicou o prefeito.

A Prefeitura de Manaus ressaltou também que as vias atendidas com diversos serviços básicos foram escolhidas após minucioso estudo e planejamento técnico que levantou os locais com necessidades mais urgentes para melhorias na infraestrutura, o que vem sendo feito a partir do Projeto Básico que já contemplou mais de 4 mil ruas e tem a meta de chegar até dezembro, com dez mil locais atendidos.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.