BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Taxista mata irmão a tiros na zona Leste


O taxista Fábio dos Santos Lopes, 35, foi preso neste domingo, 29/8, pela Polícia Militar (PM), por suspeita de ter assassinado a tiros, o próprio irmão, Flávio dos Santos Lopes, 26. O crime ocorreu próximo da casa onde o suspeito morava, no Tancredo Neves, na zona Leste de Manaus. À polícia, o motorista afirmou ter praticado o crime por conta de uma tentativa de homicídio e constantes ameaças de mortes praticadas contra ele pela vítima.

Em depoimento no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Fábio disse que o irmão era envolvido com o tráfico de drogas e usuário de entorpecentes. Informou que há 45 dias, durante uma briga, Flávio com uma faca tentou assassiná-lo com três facadas. E após a tentativa de morte, passou a ameaçá-lo.

Neste domingo, por volta das 15h30, depois do casamento de outro irmão, o suspeito viu Flávio rondando a casa da família e resolveu praticar o crime por receio de tentar invadir o local para cumprir as ameaças. Disse ter entrado no táxi, no qual trabalhava e era alugado, pegar a arma. Ao ter visto o irmão na Rua Francisco José, baixou o vidro do carro e atirou.

Disse, ainda, que após ter baleado o irmão, Flávio mesmo ferido, ainda tentou correr, mas acabou caindo. Após ter visto a vítima no chão, desceu do carro efetuou outros disparos, dos quais recorda que ao menos dois atingiram o homem. Em seguida, tentou fugir, mas acabou preso por policiais da 14ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), na Rua Topázio, já no Nova Floresta.

Fábio foi encaminhado ao 14º DIP, onde foi autuado pelo crime de homicídio simples. A arma usada no crime, um revólver calibre 38 foi apreendido com cinco munições, todas deflagradas.

Fonte: Portal Toda Hora

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.