BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Suspeito de matar mãe e filha é preso em Manaus


Um homem identificado como Leonardo Castro, de 24 anos, foi preso pela Polícia Civil. Ele é apontado como suspeito dos homicídios de mãe e filha Ruth Osório da Silva e Letícia Bruna Osório da Silva, de 15 anos, que estava grávida de cinco meses. No ataque criminoso, que aconteceu no fim do mês de maio, uma adolescente de 16 anos também foi baleada.

Conforme a polícia, Leonardo foi preso na noite de quarta-feira (22), no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte de Manaus, após ter roubado um aparelho eletrônico ao marcar encontro em uma negociação por um site de compras e vendas.

Leonardo foi levado ao 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP), e havia em nome dele os mandados de prisão pela investigação das mortes de mãe e filha e pela tentativa de homicídio da adolescente.

O homem deve prestar depoimento na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde serão adotados os procedimentos cabíveis.

No dia do crime, testemunhas relataram que as três estavam na frente da banca quando criminosos e chegaram e efetuaram disparos contra as vítimas. A mãe morreu na beira da calçada, sentada em uma cadeira, e a filha dentro da residência.

Os profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) relataram que a adolescente de 16 anos foi baleada no tórax e ela foi encaminhada à uma unidade hospitalar e sobreviveu.

"O que aconteceu foi que a motocicleta do filho dela foi roubada e ela levou a polícia   na 'boca de fumo' onde o veículo estava. Possivelmente eles ficaram com raiva de ela ter atraído a polícia e por isso a mataram. Ela chegou a comentar isso com a gente", relatou uma vizinha da vítima.

Fonte: Portal Em Tempo

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.