BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Polícia prende suspeito no desaparecimento de indigenista e jornalista inglês


Amarildo da Costa de Oliveira, 41, conhecido como “Pelado”, foi preso em flagrante, na terça-feira (7), em Atalaia do Norte (distante 1.138 quilômetros de Manaus), por uma guarnição da Polícia Militar do Amazonas (PMAM).

Ele é supostamente um dos suspeitos do desaparecimento do desaparecimento do indigenista Bruno Araújo Pereira, da Fundação Nacional do Índio (Funai), e do jornalista inglês Dom Phillips, colaborador do jornal The Guardian.

De acordo com o delegado Alex Perez, titular da 50ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), Amarildo foi preso por por posse de munição de uso restrito e permitido. Com ele, foram apreendidos chumbinhos.

Segundo a jornalista Miriam Leitão no jornal “O Globo” e no Bom Dia Brasil desta quarta-feira (8), Amauri tem histórico de ameaças a indígenas.

Sobre o suposto envolvimento do homem com o desaparecimento do indigenista Bruno Araújo Pereira, da Fundação Nacional do Índio (Funai), e do jornalista inglês Dom Phillips, colaborador do jornal The Guardian, que desapareceram no Vale do Javari, na Amazônia, o delegado destacou que as equipes de investigação irão apurar se a informação procede.

O caso

O desaparecimento ocorreu na região do Vale do Javari, no trajeto entre a comunidade Ribeirinha São Rafael e a cidade de Atalaia do Norte (distante a 1137 quilômetros de Manaus), no Amazonas. O MPF foi informado pela União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja), na manhã de segunda-feira (6), do desaparecimento dos profissionais, no extremo oeste do estado.

Por meio de nota à imprensa, o órgão informou que instaurou um procedimento administrativo para apurar e acionou a Polícia Federal, a Polícia Civil, a Força Nacional, a Frente de Proteção Etnoambiental Vale do Javari e a Marinha do Brasil. A Marinha já confirmou ao MPF que conduzirá as atividades de busca na região, por meio do Comando de Operações Navais.

Fonte: Portal Em Tempo

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.