BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Susam orienta hospitais sobre o uso da cloroquina


A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) emitiu Nota Técnica (11/2020 Seas/Susam), na sexta-feira (04), orientando as unidades de saúde sobre o uso da cloroquina em pacientes positivos para o novo coronavírus (Covid-19). O Amazonas recebeu 11 mil comprimidos do Ministério da Saúde (MS) e está disponibilizando de forma controlada aos serviços de urgência e emergência da rede estadual de saúde, incluindo os prontos-socorros HPS João Lúcio Machado, HPS Platão Araújo e HPS 28 de Agosto.

Também receberão a medicação os nove Serviços de Pronto Atendimento - SPA Coroado, da zona sul, Eliameme Mady, Danilo Correa, do São Raimundo, da Alvorada, Chapot Prevost, José Lins e Joventina Dias -, além da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) José Rodrigues.

O Hospital Delphina Aziz, referência no tratamento da Covid-19, no Estado, tem seu estoque próprio do medicamento por fazer parte de um estudo local sobre os efeitos da medicação em pacientes internados. Portanto, não receberá desse estoque enviado pelo MS.


Considerando que a recomendação de tratamento completo dos pacientes de Covid-19, na sua forma grave, é de 18 comprimidos, o Amazonas recebeu um total de 611 tratamentos.

A Susam orienta que o tratamento siga as recomendações presentes na Nota Informativa nº 6/2020, do Ministério da Saúde, porém ressalta que as evidências científicas do uso da cloroquina ainda dependem de resultados de estudos de maior robustez e a medida poderá ser modificada a qualquer momento.

Os três prontos-socorros terão inicialmente um estoque de dez tratamentos, ou seja, 180 comprimidos, que serão repostos mediante a apresentação da prescrição do paciente e ofício de solicitação à Central de Medicamentos do Amazonas (Cema). Para os SPAs e a UPA, a quantidade inicial será de cinco tratamentos.

De acordo com o infectologista da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), coordenador da pesquisa com a cloroquina no Amazonas, Marcus Lacerda, o medicamento vai complementar todos os outros suportes utilizados no tratamento do paciente, como assistência ventilatória e medicações para os sintomas, como febre e mal-estar. O médico ressalta que a cloroquina não é indicada para prevenir a doença e nem tratar casos leves.

A pesquisa teve o aval da Comissão Nacional de Ética em Pesquisas, do Conselho Nacional de Saúde, e é comandada por profissionais da Susam, da FMT-HVD, da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.