BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

STJ pede esclarecimentos após show proibido de Bruno e Marrone acontecer no Amazonas


O presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Martins, solicitou ao presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), nesta sexta (17), informações sobre a realização de shows no município de Urucurituba (AM) mesmo após proibição expressa do STJ.

Segundo o Conjur, o ministro acionou o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) para a apuração de eventual crime de responsabilidade por parte do prefeito da localidade, nos termos do artigo 1º do Decreto-Lei 201/1967.

Na quinta-feira (16), atendendo a pedido do MP-AM, Martins proibiu a prefeitura de Urucurituba de contratar e promover apresentações da dupla sertaneja Bruno e Marrone e do grupo de pagode Sorriso Maroto, previstos na programação da 17ª Festa do Cacau. Segundo a promotoria, seriam pagos R$ 500 mil à dupla e R$ 200 mil ao conjunto.

Porém, após notícias veiculadas na mídia regional e nacional sobre a apresentação de Bruno e Marrone na noite de quinta, o presidente do STJ decidiu pedir esclarecimentos sobre o cumprimento de sua decisão.

"Registro que, caso os eventos suspensos pela decisão judicial tenham sido custeados com recursos privados, caberia ao requerido comprovar nos autos e solicitar a liberação dos shows ao presidente do STJ", explicou o ministro.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.