Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu: o Amazonas terá eleições diretas este ano para escolher o novo governador do Estado. A data está mantida, 6 de agosto.

A decisão foi tomada na noite de hoje pelo ministro Celso de Mello, depois que a minista Carmem Lucia se julgou suspeita para julgar o caso por ser prima de um dos advogados de Eduardo Braga, candidato nas eleições suplementares.

Celso de Mello decidiu extinguir a liminar do seu colega, Ricardo Lewandowski, que na semana passada havia suspendido a eleição alegando que José Melo não deveria ter saído do cargo até que todos os recursos fossem julgados.

Confira o despacho do ministro:

Trecho do despacho de Celso de Melo

Se quiser ler a decisão completa acesse este link: https://goo.gl/3xBbVr

 

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.