BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Silas Câmara também quer expurgar 'ideologia de Paulo Freire' da educação


A bancada evangélica, base de apoio de Jair Bolsonaro (sem partido), espera que o novo titular do Ministério da Educação (MEC) seja fiel aos costumes conservadores e bandeiras carregadas pelo presidente durante a eleição. No palanque de campanha, Bolsonaro prometeu mudança no conteúdo e método de ensino. “Mais matemática, ciências e português, sem doutrinação e sexualização precoce” e garantiu  “expurgar a ideologia de Paulo Freire”. O  presidente da bancada, Silas Câmara (Republicanos-AM), disse que um nome com pensamento contrário ao do grupo desagradaria a bancada.

— Um nome desalinhado com os princípios que o presidente Bolsonaro pregou na campanha e que são os nossos princípios, sim, incomodaria –, disse Silas Câmara.

Será mesmo?

Silas que lidera a bancada Evangélica com 195 deputados, avisa que os crentes não pleiteiam  uma vaga no MEC.

— Presidente da República não tem obrigação de consultar ninguém para nomear um ministro.

Não fui consultado

Como Frente Parlamentar Evangélica, a bancada estabelece o princípio que não tem como bandeira brigar para nomear ninguém.

—  Portanto não fomos consultados –, declarou Câmara.

A cruzada do pastor contra Paulo Freire

Mimo aos militares

O MEC está sem ministro desde 18 de junho, quando Weintraub deixou o posto. Desde então, o presidente recorre a nomes que agradem as alas militares e ideológicas do governo, as quais estão em conflito sobre um nome.

Crueldade

Com o argumento da falta de previsão orçamentária, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vetou trechos  relevantes do Plano Emergencial para Enfrentamento à COVID-19  nos Territórios Indígenas para. O plano que forneceria água, comida e leitos aos índios já havia sido aprovado na Câmara dos Deputados e no Senado.

Crueldade 2

Bolsonaro ainda barrou o dispositivo que obrigava a União a liberar, de forma imediata, dotação orçamentária emergencial para priorizar a saúde indígena em razão da pandemia.

10 mil casos nas aldeias

Segundo dados da entidade Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), mais de 10 mil casos de COVID-19 foram confirmados entre indígenas até o último dia 2, com 408 mortes.

Indígenas lamentam falta de apoio do Governo Federal

Combate aos piratas

O secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Louismar Bonates, vai intensificar as ações de combate ao crime organizado nos rios. Para isso está alinhando com a Polícia Militar

Base Arpão

Para isso vem alinhando, com a Polícia Militar as ações para colocar funcionamento da base Arpão, que vai abrigar tropas estaduais e federais.

Forças Federais

A previsão é que a nova base fluvial seja inaugurada pelo governador Wilson Lima em agosto. A ideia é combater a pirataria e o tráfico de drogas em parceria com o Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras (VIGIA), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

Volta do chicote

O apresentador e humorista Danilo Gentili provou do próprio veneno. Durante a campanha para presidente, bateu em muita gente em defesa do bolsonarismo. Mas, nesta quinta-feira, 9, foi a vez dele apanhar de uma ex-seguidora bolsonarista.

Agorento

A mulher  alfinetou o apresentador e anunciou que deixaria de segui-lo por uma piada feita com o presidente Bolsonaro, que testou positivo para a Covid.

— Olha, Danilo, parei de seguir você nesse momento! Você foi defendido pelo cara e agora desejou que esse mesmo cara morresse! Nem para nosso pior inimigo desejamos o mal.

Pediu a cabeça

Gentili retrucou e atacou Bolsonaro, que teria pedido sua demissão e tentado censurar o SBT, emissora em que o humorista apresenta o programa "The Noite".

— A última coisa que quero é ser seguido por retardado mental que venera político safado ! –, rebateu.

Expulso da rede

O vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) anunciou nesta quinta-feira (9) que vai se afastar das redes sociais. Se afastar não, na verdade o filhote de Bolsonaro foi expulso. Afinal, o anúncio foi feito um dia após o Facebook derrubar contas ao clã do presidente  Jair Bolsonaro (sem partido) e deputados do PSL .

“Estou cagando”

Carluxo disse que está totalmente ciente das consequências e variações e que aos poucos vai se retirando do que sempre explicitamente defendeu.

— Creio que possa ter chegado o momento de um novo movimento pessoal. Estou cagando pra esse lixo de fake news e demais narrativas –, disse Carlos Bolsonaro em sua conta oficial no Twitter.

Surpresas virão

O vereador filho do presidente Bolsonaro chamou os opositores ao governo do pai de “escória” e voltou a fazer novas ameaças.

— Ninguém é insubstituível e jamais seria pedante de me colocar nesse patamar!

Não comemorem

Mais à frente, Carluxo disse que todos querem o melhor para o Brasil e que ele vença.

—  Apenas uma escolha pessoal pois todos somos seres humanos! Seguimos! E surpresas virão! Não comemorem, escória!.

Perguntar não ofende

A propósito ao dizer que “surpresas virão”, o vereador Carlos Bolsonaro está se referindo a um possível golpe?

Carlos não descarta sair do País

Perigo vem de cima

O deputado Sinésio Campos (PT) está equivocado ao defender a permanência do Aeroclube do Amazonas na área urbana próximo à avenida Torquato Tapajós, uma das  vias mais movimentadas de Manaus. Localizado no bairro de Flores, Zona Centro-Sul de Manaus, há 80 ano, o aeroclube é visto como “cenário de desastres”, já tendo registrado a quedas de algumas aeronaves em plena rodovia.

Paraquedas no telhado

Moradores próximo ao Aeroclube se queixam que temem o pior, já que estão estão vulneráveis a possíveis acidentes.

— De vez em quando vai um paraquedas sobre o telhado de uma casa. Agora imagina se vai uma aeronave, como já caiu algumas vezes? – adverte uma vizinha do aeródromo.

Ultimato

O Aeroclube foi notificado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) que tem prazo até 1º de setembro para sair do aeródromo,.

— Acredito que o caminho não seja esse, e que precisamos dialogar para debater a proposta de mudança –,defende o petista.

Fala, Dra.Hardt!

O corregedor-Geral de Justiça, ministro Humberto Martins, deu prazo de 15 dias para que a juíza Gabriela Hardt, da 13ª vara Federal de Curitiba, esclareça a oferta de R$ 500 milhões ao governo para reforçar o caixa no combate à pandemia do novo coronavírus. Em maio, Hardt ofereceu R$ 508 milhões recuperados na Operação Lava Jato ao governo, que ainda não respondeu sobre a oferta.

Origem da babita

O corregedor quer saber qual a origem dos recursos oferecidos; se tais recursos estão depositados em conta vinculada ao juízo; se tais valores já foram transferidos para os beneficiários; dentre outras questões.

Mulher de Queiroz ganhou prisão domiciliar mesmo estando presa

ÚLTIMA HORA

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, decidiu mandar Fabrício Queiroz , ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-SP), para prisão domiciliar. A decisão foi tomada pelo magistrado nesta quinta-feira (9) e se estende à mulher dele, Márcia Aguiar, que segue foragida da Justiça. Para cumprir essa decisão, Queiroz deverá usar tornozeleira eletrônica e indicar o endereço onde vai ficar, dando acesso antecipado a autoridades policiais que vão verificar as condições do imóvel e retirar qualquer forma de contato exterior. Queiroz cumpre prisão preventiva no complexo penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro, desde o dia 18 de junho, e a transferência se dá após um  pedido da defesa dele.

A decisão de Noronha foi tomada com base em uma recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) levando em conta as condições de saúde do ex-assessor e a situação da pandemia da Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

ORGULHO

O ranking 2020 das melhores universidades da América Latina mostra que o Brasil tem 7 das dez melhores pontuadas. A USP  e a Unicamp – Universidade de Campinas – são as universidades brasileiras no topo do ranking internacional divulgado nesta terça, 7. Organizado pela Times Higher Education, o The Latin America University Ranking avalia 166 instituições de 13 países da América Latina. No top 10 das universidades latino-americanas, o Brasil lidera com sete instituições classificadas: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC Rio), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), além da USP e da Unicamp, já citadas.

VERGONHA

O coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Paraná, Deltan Dallagnol, admitiu hoje que a tentativa de criar uma fundação com dinheiro recuperado na operação foi um erro. Em março do ano passado, veio à tona a criação de uma fundação privada com fins de interesse público, fomentada com dinheiro proveniente de um acordo entre a Petrobras e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos. A intenção da força-t

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.