BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Seu dinheiro 'sumiu' do Nubank? Entenda o que houve


Nos últimos dias, as redes sociais foram inundadas com pessoas alegando que dinheiro havia desaparecido de suas contas no Nubank sem explicações. Uma pesquisa rápida no Twitter mostra que o serviço de atendimento do banco recebeu várias queixas de usuários relatando a mesma coisa: uma quantia desapareceu sem maior explicação.

O “sumiço” do dinheiro, no entanto, não tem a ver com nenhum ataque cibernético, então não foi nenhum hacker tomando o controle indevidamente da sua conta. Também não foi caso de o Nubank simplesmente subtrair o dinheiro dos usuários apenas por maldade. Pelo contrário.

O Nubank explicou ao aite Olhar Digital que problema nasceu de uma falha técnica na Caixa Econômica Federal, que residia no sistema de compensação de boletos da estatal. Isso fez com que alguns pagamentos fossem compensados em excesso. Ou seja: o cliente da Caixa pagava um boleto de R$ 100, mas o valor recebido do outro lado poderia ser de R$ 200 ou até mais.

A Caixa informou ao Nubank que alguns dos clientes da empresa haviam pagado um boleto para depositar valores em suas contas digitais e receberam um valor em excesso. A solução encontrada pelo Nubank foi devolver a quantia excedente relatada pela Caixa e subtrair o valor da conta dos clientes após alertá-los do problema.

No entanto, o Nubank diz ter percebido que os dados oferecidos pela Caixa não eram precisos, o que fez com que valores possam ter sido indevidamente retirados da conta dos usuários. Diante dessas suspeitas, a companhia decidiu interromper o estorno das quantias à estatal até que haja mais informações sobre o ocorrido. Os valores também foram devolvidos aos clientes enquanto a Caixa não oferecer mais esclarecimentos.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.