BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Saullo Vianna vai encaminhar reivindicações de taxistas intermunicipais à Arsam


O deputado estadual Saullo Vianna (PPS) recebeu, nesta terça-feira (12), representantes de taxistas que fazem transporte intermunicipal na Região Metropolitana de Manaus. Dentre as reivindicações apresentadas ao parlamentar, a principal pede a isenção de taxa cobrada via Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Estado do Amazonas (Arsam). 

No documento entregue a Saullo, e assinado por presidentes de Associações de Taxistas dos municípios de Autazes, Itacoatiara, Iranduba, Itapiranga, Manacapuru, Novo Airão, Novo Remanso, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva, foram listadas as cinco demandas que a categoria considera como primordiais para o bom exercício da atividade. 

Aproximadamente 700 taxistas atuam no transporte intermunicipal no entorno de Manaus e todos, segundo relatou Ângelo Carlos, presidente da Associação de Manacapuru, estão insatisfeitos com a exigência por meio da Arsam, do pagamento da taxa RCF-V (Responsabilidade Civil Facultativa Veículos), que varia entre R$ 1,3 mil a R$1,8 mil. 

Após ouvir atentamente todas as demandas, o deputado adiantou que vai procurar o presidente da Arsam, Acram Junior para apresentar os pedidos dos taxistas e por meio do diálogo, buscar soluções para cada um deles. 

“Existe a lei, que deve ser cumprida e a realidade do dia a dia, que vocês disseram estar sofrendo, inclusive, coação de funcionários estaduais em pontos de fiscalização. Vamos procurar a Arsam e viabilizar esse entendimento de forma que não prejudique vocês que estão regularizados”, adiantou Saullo.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.