Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Nesta quarta-feira (24), o velocista amazonense Sandro Viana, 39, se tornou um medalhista olímpico. Como a Jamaica perdeu o ouro conquistado no revezamento 4×100 metros da Olimpíada de Pequim, na China, em 2008, após a equipe ser desclassificada por doping de um atleta, a equipe do Brasil, que terminou em quarto lugar na prova há nove anos, subiu para o terceiro lugar e herdou o bronze.

Viana integrava o quarteto titular brasileiro que disputou a final do revezamento nos Jogos Olímpicos. Ele correu junto com os atletas Vicente Lenílson, Bruno Lins e José Carlos Moreira, o Codó.

Vai mudar tudo na minha vida (o bronze da Olimpíada), é o fator que determina e justifica tudo aquilo pelo qual me dediquei nos últimos 17 anos. Todas as dores, sofrimentos, sacrifícios, ausências e perdas. Só a medalha poderia resolver isso. Quem é do esporte entende o que significa. É o fechamento de um ciclo”, disse emocionado.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.