BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Samu fluvial realiza parto dentro de ambulancha no meio do rio Negro


O Serviço Fluvial de Atendimento de Urgência e Emergência (Samu 192 Fluvial), da Prefeitura de Manaus, realizou um atendimento inusitado e especial na tarde desta terça-feira, 9/3: um parto no meio do rio Negro, dentro de uma ambulancha, embarcação utilizada para prestar assistência às comunidades ribeirinhas da cidade.

O parto, que aconteceu sob forte temporal amazônico por volta das 14h, foi assistido por profissionais de enfermagem, e a mãe, Jaine da Silva Guedes, 19 anos, natural da comunidade Nova Canaã, localizada à margem esquerda do rio Negro, recebeu os primeiros atendimentos ainda dentro da ambulancha, sendo transferida, posteriormente, para a maternidade Dr. Moura Tapajóz (MMT), onde mãe e bebê passam bem.

“Minha intenção era ter meu primeiro bebê em Novo Airão, mais perto da minha comunidade, mas quando fui atendida na Unidade Básica de Saúde já estava com quatro centímetros de dilatação e, principalmente por conta do temporal e das difíceis condições para deslocamento, a médica sugeriu que chamássemos o Samu. Estávamos no caminho para a Moura Tapajóz, mas não deu tempo de chegar. Paramos no meio do rio e, mesmo sob muita chuva e com muito banzeiro, graças a Deus e à equipe do Samu, deu tudo certo e tanto eu quanto meu bebê estamos bem”, conta Jaine, que, durante sua gravidez, havia feito sete consultas de pré-natal com a própria equipe de Saúde Fluvial da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

O bebê, um menino que nasceu com 39 semanas, 2,75 kg e 47 centímetros, seria chamado inicialmente Carlos Gabriel, mas, por conta da excepcional assistência prestada pelos profissionais do Samu, seu nome agora será Carlos Samuel. Mãe e bebê estão sendo assistidos pela equipe da maternidade Dr. Moura Tapajóz e têm previsão de alta para esta quinta-feira, 11.

Parto na ambulancha

Samu Fluvial

No rio Negro, o Samu Fluvial realiza a cobertura das comunidades de Nossa Senhora de Fátima, Livramento, Ebenézer, Julião, São Sebastião, Agrovila, Tupé, Paricatuba, Arara, Jaraqui, Baixote, Santa Maria, Cueiras, Mipindiaú, Aruaú, Cacau-Pirêra e Porto do Brito. Na Calha do Rio Amazonas (Solimões) situam-se as comunidades da Ceasa, Jatuarana, Guajará, Bonsucesso, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Nossa Senhora do Carmo e Lago do Arumã.

As equipes do Samu Fluvial trabalham em regime de plantão, 24 horas por dia, os sete dias da semana, têm conhecimento sobre as comunidades e suas áreas de difícil acesso, e estabeleceram parceria com os comunitários para executarem os atendimentos necessários.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.