Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Samsung e Moto Honda anunciam suspensão de atividades


A Samsung anunciou nesta terça-feira (24) que fechou temporariamente a fábrica de Manaus. A iniciativa tem como objetivo colaborar com a quarentena incentivada pelas autoridades nacionais e pela Organização Mundial de Saúde (OMS) devido ao novo coronavírus. Em nota, a gigante sul-coreana afirma que a medida vale até 29 de março. As informações são do Tech Tudo.

Apesar de a Samsung ter optado por fechar a fábrica na região Norte do país, a decisão não afeta o funcionamento fabril em Campinas. Na cidade, os procedimentos continuam normais, apenas os funcionários do escritório e do setor de pesquisa e desenvolvimento receberam ordens para trabalhar de casa.

Além de ter fechado uma fábrica no Brasil, a Samsung fechou outras fábricas na Índia, Eslováquia e Coréia do Sul. A pandemia do Covid-19 também afetou o funcionamento de lojas físicas da marca, que tiveram suas portas fechadas no Canadá, China, Malásia e nos Estados Unidos.

O que diz a Samsung

Confira nota na íntegra enviada pela Samsung Brasil:

"Para a Samsung, a saúde e a segurança de nossos colaboradores são nossa maior prioridade e, como medida de precaução, estamos fechando a fábrica de Manaus de 24 a 29 de março. Além disso, os funcionários do nosso escritório em São Paulo e do nosso Centro de P&D em Campinas já estão trabalhando em casa desde 23 de março, uma decisão tomada para impedir a propagação do coronavírus. A empresa está monitorando continuamente a situação do COVID-19 e continua comprometida com o bem-estar de todos. A Samsung reforça que segue todas as diretrizes de prevenção da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde do país e de outras autoridades locais. Também enfatiza que está comprometida em garantir o bem-estar de seus funcionários."

Moto Honda da Amazônia

A Moto Honda também anunciou a paralisação das atividades a partir da próxima sexta-feira, 27, para conter o avanço do coronavírus (Covid-19) na Zona Franca de Manaus.

O retorno da produção está previsto para o dia 13 de abril, podendo ser prolongado até o dia 20 de abril. A empresa informou que a medida prioriza a segurança e saúde dos funcionários.

O número de trabalhadores que ficarão em casa não foi informado.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.