BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Rozenha mostra força e assembleia reprova contas da FAF pela 1ª vez na história



Em assembleia ordinária realizada nesta segunda-feira (28/02), em Manaus, clubes e ligas reprovaram as contas Federação Amazonense de Futebol (FAF). É mais uma prova do poder de articulação da chapa de oposição, liderada por Ednaílson Rozenha e Eufrásio Assis. A dupla já tinha antecipado o levante dos clubes e ligas esportivas do interior contra a atual administração. A expectativa agora é pela marcação das eleições na entidade e a iminente vitória dos dissidentes.

O jogo virou - A reprovação das contas de FAF é um acontecimento inédito na história da federação, que há três décadas está sob o comando do mesmo dirigente, Dissica Valério Tomaz. A derrota da atual administração renova a esperança de vitória da chapa “A mudança vai chegar”.

O presidente em exercício da entidade, Pedro Augusto Oliveira, comentou em entrevista ao radialista Zezinho Bastos, da Rádio Difusora FM, o resultado sem precedentes nos bastidores da bola no estado do Amazonas.

“A assembleia é soberana e composta de presidentes de ligas e clubes, e a maioria deles na direção de suas entidades há mais de 20 anos. A maioria, depois de caminhar ao longo desse tempo com o presidente Dissica, hoje resolveu reprovar as contas da última gestão dele, alegando ausência de documentos e de parecer fiscal. É uma decisão da própria assembleia que deverá ser registrada e, infelizmente, é a nódoa que fica na gestão do presidente Dissica no último mandato dele”, explicou Pedro Augusto.

Atropelo no voto – Chama atenção na reprovação das contas de Dissica um detalhe do ponto de vista eleitoral, que deixa o grupo liderado por Rozenha e Eufrásio em larga vantagem para as eleições. Na assembleia desta segunda-feira, a situação perdeu de goleada: 20 a 5. Contando com os votos dos quatro oposicionistas que ficaram na mesa e não puderam votar, o placar seria de 24 a 5.

Quem está na disputa – De acordo com o Estatuto da FAF, as eleições devem acontecer 10 meses antes do término das gestões, ou seja, a data prevista para as eleições seria entre o fim de fevereiro e início de março.

Além da chapa de oposição, também já foram lançados os nomes do grupo da situação: Luis Mitoso, presidente de honra do Manaus FC, e Pedro Augusto Oliveira, vice-presidente na administração de Dissica Valério Tomaz, e ocupando provisoriamente o comando da entidade.

Redação

Redação

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.

Manaus