BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Restaurantes flutuantes devem adotar medidas de segurança contra coronavírus


Do Portal Toda Hora

O flutuantes que trabalham com o serviço de restaurante já retomaram as atividades com recomendações de segurança contra o novo coronavírus. Os estabelecimentos fazem parte do segundo ciclo de retomada da economia, autorizado pelo governador Wilson Lima. A medida traz a liberação de diversos serviços, entre eles os de restaurante, fast food, cafés, padarias e self-service, para consumo no local com limite de lotação máxima em 50%.

O Sun Paradise, localizado na Praia Dourada, deu início às suas atividades na segunda, 15/6, adotando medidas como: o uso obrigatório de máscaras em todos os espaços do estabelecimento, inclusive dentro do rio, o distanciamento social e a disponibilização de álcool 70%. Para evitar o uso coletivo de cardápios, as mesas foram adaptadas. Bombeiros foram solicitados para controlar a área de banhistas.

Outro flutuante que retomou suas atividades foi o Abare Sup and Food, localizado no Tarumã, as mudanças impostas pelo estabelecimento começaram pela redução de lotação, O local trabalhará com um limite de 40%, taxa menor que a autorizada pelo governo, além do distanciamento de 1 metro entre as cadeiras e 2 metros entre as mesas, distanciamento nos barcos, uso obrigatório de máscaras, ampliação do uso de Epis entre as equipes, aumento da desinfecção de áreas comuns, colaboradores do grupo de risco permanecem em casa e a proibição de molhos de azeite e a granel, apenas sachês estarão disponíveis.

O flutuante Salomé, que também oferece a opção de restaurante, retomou as atividades no dia 19/6, a única medida de segurança divulgada pela equipe, até o momento, foi o reforço na higienização e sanitização do estabelecimento. O Sup Amazonas também adotou medidas de segurança para o seu retorno como 1,5 metro de distância de uma mesa para outra e o uso obrigatório de máscara.

Vale lembrar que flutuantes que trabalham apenas com a locação, sem serviço de restaurante ou os que trabalham apenas com bares e serviços de show, ainda não podem voltar com as suas atividades, para estes ainda não existe previsão de retorno.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.