BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Presidente do STF Luiz Fux confirma legalidade da eleição de Roberto Cidade


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, proferiu sentença, na tarde desta sexta-feira, 19/02, referendando a legalidade do processo eleitoral interno que culminou com a formação e a eleição da atual Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).

Na sentença, o ministro julgou procedente  o pedido de suspensão do Mandado de Segurança n° 4008207-34.2020.8.04.0000, que pedia a anulação da Sessão Legislativa do dia 3 de dezembro se 2020 e a invalidação da aprovação da Emenda Constitucional n° 121/2020, que autorizou a realização do processo eleitoral.

Decisão é do presidente do STF

A decisão do STF se soma a outra medida do Poder, em favor da atual Mesa Diretora. No dia 9 de dezembro, o ministro Luiz Fux já tinha assinado liminar reconhecendo a legalidade da votação que culiminou com a eleição do deputado Roberto Cidade (PV) para o cargo de presidente do Legislativo Estadual, para o biênio 21/22. O processo foi levado ao STF por meio da Procuradoria Geral da Aleam.

O posicionamento do STF foi recebido com satisfação pela atual Mesa Diretora da Aleam. De acordo com o presidente, Roberto Cidade, a deliberação positiva dada pelo STF mostra que não existiu qualquer ilegalidade no processo que o conduziu ao cargo e que as acusações sofridas por ele e pelos demais integrantes da Mesa foram injustas. “A Assembleia Legislativa do Amazonas sempre preza pela constitucionalidade e legalidade de seus atos. A decisão do Ministro Luiz Fux, nesta sexta-feira reconhece que não houve qualquer tipo de irregularidade na eleição da Mesa Diretora para os próximos dois anos ”, ressaltou Cidade.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.